Intervenção psicomotora no desenvolvimento infantil: uma revisão integrativa

Sarah Amaral Lima, Kátia Virginia Viana-Cardoso

Resumo


Objetivo: Compreender os efeitos da intervenção psicomotora frente ao atraso do desenvolvimento neuropsicomotor de crianças. Métodos: O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa da literatura científica. Para a realização da pesquisa, artigos foram buscados nas seguintes bases de dados: PubMed, PEDro (Physiotherapy Evidence Database), BVS (Biblioteca Virtual em Saúde), Portal de Periódicos CAPES e Web of Science, no período de dezembro de 2018 a janeiro de 2019, e houve consulta ao Research gate no mês de janeiro de 2019. Resultados: Foram encontrados 867 artigos, dos quais se excluíram 142 devido à falta de conformidade aos critérios de inclusão e 33 foram lidos na íntegra, sendo o estudo composto de 7 artigos selecionados de acordo com os critérios, nos quais se observou que a psicomotricidade contribui positivamente para o desenvolvimento da criança. Conclusão: A contribuição da intervenção psicomotora estruturada, apesar da heterogeneidade de protocolos adotados, apresenta resultados positivos no processo de desenvolvimento neuropsicomotor na infância, sendo um recurso passível de utilização para recuperar ou prevenir atrasos no desenvolvimento infantil.

Palavras-chave


Desenvolvimento Infantil; Intervenção Precoce (Educação); Deficiências do Desenvolvimento.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Zaqueu LCC, Teixeira MCTV, Alckmin-Carvalho F, Paula CS. Associações entre sinais precoces de autismo, atenção compartilhada e atrasos no desenvolvimento infantil. Psicol Teor e Pesqui. 2015;31(3):293-302.

Müller AB. Efeitos da intervencao motora em diferentes contextos no desenvolvimento da criança com atraso motor [dissertação]. Porto Alegre: UFRGS; 2008.

Spessato BC, Valentini NC, Krebs RK, Berleza A. Educação infantil e intervenção motora: um olhar a partir da teoria bioecológica de Bronfenbrenner. Movimento (Porto Alegre). 2009;15(4):147-73.

Moraes S, Maluf MFM. Psicomotricidade no contexto da neuroaprendizagem: contribuições à ação psicopedagógica. Psicopedagogia. 2015;32(97):84-92.

Almeida MHLF. O processo ensino/aprendizado através da educação psicomotora. Rev Eventos Pedagógicos. 2016;7(2):498-510.

Nair MK, Philip E, Jeyaseelan L, George B, Mathews S, Padma K. Effect of child development centre model early stimulation among at-risk babies – A randomized controlled trial. Indian Pediatr. 2009;(Suppl 46):s20-6.

Silva MG. A importância da psicomotricidade para a educação infantil [trabalho de conclusão de curso]. Campina Grande: Universidade Estadual da Paraíba; 2018.

Rossi FS. Considerações sobre a psicomotricidade na educação infantil. Rev Vozes Vales UFVJM Publ Acadêmicas. 2012;1(1):1-18.

Fonseca V. Psicomotricidade: uma visão pessoal. Constr psicopedag. 2010;18(17):42-52.

Fernandes JMA, Gutierres PJB Filho, Rezende ALG. Psicomotricidade, jogo e corpo-em-relação: contribuições para a intervenção. Cad Bras Ter Ocup. 2018;26(3):702-09.

Peruzzolo DL, Souza APR. Uma hipótese de funcionamento psicomotor como estratégia clínica para o tratamento de bebês em intervenção precoce. Cad Bras Ter Ocup. 2017;25(2):427-34.

Rezende LMT, Moreira OC, Oliveira-Torres J. Importância do trabalho psicomotor em aulas de educação física para pessoas com deficiência. Rev Bras Prescrição Fisiol Exercício. 2014;8(47):485-93.

Oliveira AC, César CPHAR, Matos GG, Passos PS, Pereira LD, Alves T, et al. Habilidades auditivas, de linguagem, motoras e sociais no desenvolvimento infantil: uma proposta de triagem. Rev CEFAC. 2018;20(2):218-27.

Shiwa SR, Costa LO, Costa LC, Moseley A, Hespanhol LC Junior, Venancio R. Reproducibility of the Portuguese version of the PEDro Scale. Cad Saúde Pública. 2011;27(10):2063-68.

Soejima CS, Bolsanello MA. Programa de intervenção e atenção precoce com bebês na educação infantil. Educar Rev. 2012;28(43):65-79.

Santos ACA. Psicomotricidade-método dirigido e método espontâneo na Educação Pré-escolar [dissertação]. Coimbra: Instituto Politécnico de Coimbra; 2017.

Costa HT, Gonçalves JFS, Pimenta FS, Arufe-Giraldez V. Influência da educação física no desenvolvimento psicomotor de crianças com cinco anos de idade. Nuances Estud Educ. 2016;27(3):79-100.

Ene MI, Iconomescu TH, Talaghir LG, Neofit A. Developing spatial and body schema orientation in preschoolers and primary school through physical activities. Int J Educ Sci. 2016;15(1-2):27-33.

Panceri C, Pereira KRG, Valentini NC. A intervenção motora como fator de prevenção de atrasos no desenvolvimento motor e cognitivo de bebês durante o período de internação hospitalar. Cad Bras Ter Ocup. 2018;25(3):469-79.

Brandão J, Barros M, Bessa S. Desenvolvimento psicomotor de crianças de 2 a 3 anos: proposição de atividades. Anais do Congresso de Iniciação Científica, Estágio e Docência do Campus Formosa [Internet]; 2017 [acesso em 2018 Dez 12]. Disponível em: file:///C:/Users/731088835/Downloads/10510-Texto%20do%20artigo-31166-1-10-20180316.pdf

Mas M, Jiménez L, Riera C. Systematization of the Psychomotor Activity and Cognitive Development. Psicol Educ. 2018;24(1):38-41.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.9300

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia