Letramento funcional em saúde e o conhecimento dos doentes renais crônicos em tratamento conservador

Jullyane Rebeca Rodrigues da Silva, Givaneide Oliveira de Andrade Luz, Sibelly Morgana Barata da Silva, Lilian Katiussia Araujo de Medeiros, Jair Luiz Santos Junior, Isabel Cristina Ramos Vieira Santos

Resumo


Objetivo: Avaliar o nível de letramento funcional em saúde e o conhecimento sobre a doença renal crônica (DRC) nos pacientes em tratamento conservador. Métodos: Estudo transversal, descritivo e quantitativo realizado em um hospital público de referência em Pernambuco, Brasil, em 2018. A amostra, não probabilística por conveniência, incluiu 34 pacientes em acompanhamento ambulatorial de DRC com tratamento conservador. Aplicaram-se os instrumentos: questionário sociodemográfico, perfil clínico, questionário sobre o conhecimento dos princípios básicos no tratamento conservador da DRC e o teste B-TOFHLA (Brief Test of Functional Health Literacy in Adults), para avaliar o nível do letramento funcional em saúde (LFS). Resultados: Verificou-se que o conhecimento de 85,3% (n=29) dos participantes é suficiente em relação aos princípios básicos do tratamento conservador da DRC. Em relação ao LFS, houve prevalência do nível inadequado em 14,7% (n=5) dos participantes. Em relação à associação da influência do letramento no conhecimento sobre o tratamento da DRC, verificou-se maior conhecimento no grupo com letramento adequado (90,0%; n=9), enquanto que, no grupo com letramento inadequado (limítrofe), a prevalência de conhecimento suficiente foi de 83,3% (n=20). Observou-se ainda que, além da escolaridade, a religião é também estatisticamente relevante (p=0,003; p=0,048) para o nível adequado de LFS no grupo estudado. Conclusão: Os participantes com DRC em tratamento conservador obtiveram nível inadequado de letramento funcional em saúde e conhecimento suficiente em relação à doença e ao tratamento. Esses achados referentes ao conhecimento apontam que apenas a transferência dele para os usuários não é suficiente para decisões que envolvem o autogerenciamento da saúde.

Palavras-chave


Insuficiência Renal Crônica; Alfabetização em Saúde; Conhecimento; Enfermagem

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


Santos PR, Monte VL Neto. Aplicação do questionário SCORED para rastreamento da doença renal crônica entre pacientes hipertensos e diabéticos. Cad Saúde Colet. 2016;24:428-34.

Santos BP, Oliveira VA, Soares MC, Schwartz E. Doença renal crônica: relação dos pacientes com a hemodiálise. ABCS Health Sci. 2017;42:8-13.

Nacional Kidney Fondation. Kidney Disease: Improving Global Outcomes (KDIGO) CKD-MBD Update Work Group. KDIGO 2017 Clinical Practice Guideline Update for the Diagnosis, Evaluation, Prevention, and Treatment of Chronic Kidney Disease-Mineral and Bone Disorder (CKD-MBD). Kidney Int Suppl. 2017;7:1-59.

Daugirdas JT, Kjellstrand CM. Manual de diálise. 5ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2016.

Pereira ERS, Pereira AC, Andrade GB, Naghettini AV, Pinto FKMS, Batista SR, et al. Prevalence of chronic renal disease in adults attended by the family health strategy. J Bras Nefrol. 2016;38:22-30.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Pinho NA, Silva GV, Pierin AMG. Prevalência e fatores associados à doença renal crônica em pacientes internados em um hospital universitário na cidade de São Paulo, SP, Brasil. J Bras Nefrol. 2015;37:91-7.

Silveira HS. O cuidado do familiar na percepção do cliente renal crônico em tratamento conservador: subsídios para a assistência de enfermagem na Atenção Primária [dissertação]. Rio de Janeiro: UFRJ; 2015.

Nerbass FB, Correa D, Santos RG, Kruger TS, Sczip AC, Veira MA, et al. Perceptions of hemodialysis patients about dietary and fluid restrictions. J Bras Nefrol. 2017;39:154-61.

Moraes KL. Conhecimento e letramento funcional em saúde de pacientes em tratamento pré-dialítico de um hospital de ensino [dissertação]. Goiânia: UFG; 2014.

Passamai MPB, Sampaio HAC, Dias AMI, Cabral LA. Letramento funcional em saúde: reflexões e conceitos sobre seu impacto na interação entre usuários, profissionais e sistema de saúde. Interface Comun Saúde Educ. 2013;16;301-14.

Fraser SDS, Roderick JP, Casey M, Taal WM, Yuen M, Nutbeam D. Prevalence and associations of limited health literacy in chronic kidney disease: a systematic review. Nephrol Dial Transplant. 2013;28:129-37.

Moraes KL, Brasil VV, Oliveira GF, Cordeiro JA, Silva AM, Boaventura RP, et al. Letramento funcional em saúde e conhecimento de doentes renais em tratamento pré-dialítico. Rev Bras Enferm. 2017;70:155-62.

Campos JM, Silva BL, Ilias EJ, Ferraz AAB. Manual prático de pesquisa científica da graduação à pós-graduação. Rio de Janeiro: Revinter; 2016.

Canhestro MR, Oliveira EA, Soares CMB, Marciano RC, Assunção DC, Gazzinelli A. Conhecimento de pacientes e familiares sobre a doença renal crônica e seu tratamento conservador. REME Rev Min Enferm. 2010;14:335-44.

Carthery-Goulart MT, Anghinah R, Areza-Fegyveres R, Bahia VS, Brucki SMD, Damin A, et al. Performance of a Brazilian population on the test of functional health literacy in adults. Rev Saude Publica. 2009;4:631-8.

Rocha IA, Silva FVC, Campos TS, Marta CB, Lima RA. O Custo do atendimento aos pacientes com Doença Renal Crônica (DRC), em fase não dialítica de um Hospital Universitário. Rev Pesqui (Univ Fed Estado Rio J). 2018;10:647-55.

Negretti CD, Mesquita PGM, Baracho NCV. Perfil Epidemiológico de Pacientes Renais Crônicos em Tratamento Conservador em um Hospital Escola do Sul de Minas. Rev Ciênc Saúde. 2015;4:49-60.

Costa MS, Sampaio JB, Teixeira OFB, Pinheiro MBGN, Leite ES, Pereira AA. Doenças renais: perfil social, clínico e terapêutico de idosos atendidos em um serviço de nefrologia. Espaç Saúde. 2015;16:77-85.

Alves LF, Abreu TT, Neves NCS, Morais FA, Rosiany IL, Oliveira JWV, et al. Prevalência da doença renal crônica em um município do sudeste do Brasil. J Bras Nefrol. 2017;39:126-34.

Soares FC, Aguiar IA, Furtado NP, Carvalho RF, Torres RA, Segheto W, et al. Prevalência de hipertensão arterial e diabetes mellitus em portadores de doença renal crônica em tratamento conservador do serviço ubaense de nefrologia. Rev Cient Fagoc Saúde. 2017;2(2).

Paiva LE, Luconi PS, Sesso RC, Melaragno CS, Abreu PF, Reis SFS, et al. Estudo prospectivo de 2151 pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador com abordagem multidisciplinar no Vale do Paraíba, SP. J Bras Nefrol. 2012;34:226-34.

Ministério da Sáude (BR). Portaria nº 389, de 13 de março de 2014. Define os critérios para a organização da linha de cuidado da pessoa com doença renal crônica (DRC) e institui incentivo financeiro de custeio destinado ao cuidado ambulatorial pré-dialítico. Brasília: Ministério da Sáude; 2014.

Passamai MPB, Carvalho HAS, Dias AMI, Cabral LA. Letramento funcional em saúde: reflexões e conceitos. Interface Comun Saúde Educ. 2012;16:301-14.

International Organization for Migration. Health literacy: improving health, health systems, and health policy around the world: workshop summary. Washington. (DC): The National Academies Press; 2013.

Rocha PC, Lemos SMA. Aspectos conceituais e fatores associados ao Letramento Funcional em Saúde: revisão de literatura. Rev CEFAC. 2016;18:214-25.

Sorensen K, Van BS, Fullam J, Doyle G, Pelikan J, Slonska Z, et al. Health literacy and public health: a systematic review and integration of definitions and models. BMC Public Health. 2012;12:1-13.

Passamai MPB, Sampaio HAC, Lima JWO. Letramento funcional em saúde de adultos no contexto do Sistema Único de Saúde. Fortaleza: EdUECE; 2013.

Ferreira GM, Staut TC, Araujo SP, Oliveira NC, Portes LA. Estilo de vida entre brasileiros adventistas do sétimo dia. Am J Lifestyle Med. 2011;1:17-25.

Kanno DT, Sella LF, Oliveira NC. Estilo de vida de adventistas do sétimo dia e de não adventistas do município de Cotia, São Paulo. Rev Ciênc Méd. 2014;23:137-44.

Silva LBE, Silva SSBE, Marcílio AG, Pierin ÂMG. Prevalência de hipertensão arterial em Adventistas do Sétimo Dia da capital e do interior paulista. Arq Bras Cardiol. 2012;98:329-37.

Kardec A. O evangelho segundo o espiritismo: com explicações das máximas morais do Cristo em concordância com o espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida. 3ª ed. Brasília: FEB; 2013.

Rocha CP, Rocha CD, Lemos MAS. Letramento Funcional em Saúde na Adolêscencia: Associação com determinantes sociais e percepção de contexto de violência. CoDAS. 2017;27.




DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2019.9470

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia