Relação entre estilo de vida e desempenho acadêmico

Quelen Schutz Carvalho Bernardes Malafaia, Cristiani Devalieri, Maiara Vargas Schmitt, Clóvis Arlindo de Sousa

Resumo


Objetivo: Investigar a associação do estilo de vida com o desempenho acadêmico de estudantes de Educação Física. Métodos: Estudo transversal envolvendo 186 estudantes de Educação Física de uma universidade de Santa Catarina, Brasil. Realizou-se a coleta de dados, entre agosto e novembro de 2018, com o questionário “Estilo de Vida Fantástico”, composto por 25 questões em nove domínios (família e amigos/ atividade física/ nutrição/ cigarro e drogas/ álcool/ sono, cinto de segurança, estresse e sexo seguro/ tipo de comportamento/ introspecção/ trabalho). Para comparação entre estilo de vida e o desempenho acadêmico, representado pela média semestral, utilizou-se a análise de variância e o coeficiente de correlação de Pearson. Resultados: Verificou-se a média de idade de 22,3 anos (±4,87). O estilo de vida dos estudantes se apresentou, de forma geral, bom (34,1%) e muito bom (48,6%), e associado de forma positiva fraca (r=0,232), mas significativa (p=0,003), com o desempenho acadêmico. As médias semestrais de desempenho acadêmico diferenciaram-se em relação à classificação do estilo de vida (p=0,012). Os domínios família e amigos, cigarros e drogas, e álcool obtiveram pontuação satisfatória para um estilo de vida saudável. Conclusão: O estilo de vida dos acadêmicos de Educação Física avaliados é bom/muito bom nos domínios estudados e associa-se ao desempenho acadêmico.

Palavras-chave


Estilo de Vida; Estudantes; Desempenho Acadêmico; Educação Física e Treinamento; Promoção da Saúde

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


World Health Organization. Healthy living: what is a healthy lifestyle? [Internet]. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe; 1999 [acesso em 2019 Nov 04]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/108180

Vargas LM, Redkva PE, Cantorani JRH, Gutierrez GL. Estilo de vida e fatores associados em estudantes universitários de Educação Física. Rev Atenção Saúde. 2015;13(44):17-26.

Sousa CA, Nunes CRO. Estilo de Vida Saudável e Saúde Coletiva. Blumenau: Edifurb; 2015.

Fonsêca PN. Desempenho acadêmico de adolescentes: proposta de um modelo explicativo [tese]. Paraíba: Universidade Federal da Paraíba; 2008.

Miranda GJ, Lemos KCS, Oliveira AS, Ferreira MA. Determinantes do desempenho acadêmico na área de negócios. Rev Meta Aval. 2015;7(20):175-209.

Souza KJQ, Borges GF. Estilo de vida, atividade física e coeficiente acadêmico de universitários do interior do Amazonas-Brasil. Rev Bras Ciênc Saúde. 2016;20(4):277-84.

Silva DAS, Pereira IMM, Almeida MB, Silva RJS, Oliveira ACC. Estilo de vida de acadêmicos de Educação Física de uma universidade pública do estado de Sergipe, Brasil. Rev Bras Ciênc Esporte. 2012;34(1):53-67.

Belem IC, Camargo DAD, Both J. Diferentes comportamentos do estilo de vida de Universitários do curso de Educação Física. Rev Cienc Ejerc Salud. 2019;17(2):1-15.

Añez CRR, Reis RS, Petroski EL. Versão brasileira do questionário “Estilo de Vida Fantástico”: tradução e validação para adultos jovens. Arq Bras Cardiol. 2008;91(2):101-9.

Berbigier MC, Magalhães CR. Educação nutricional em universitários e estratégias para promoção de saúde institucional: revisão integrativa. Rev Bras Promoç Saúde. 2017;30(2):264-74.

Santos JJA, Saracini N, Silva WC, Guilherme JH, Costa TA, Silva MRAG. Estilo de vida relacionado à saúde de estudantes universitários: comparação entre ingressantes e concluintes. Abcs Health Sci. 2014;39(1):17-23.

Luna AA, Molari M, Primo SH, Bispo NNC, Ossada VAY, Costa VSP. Caracterização do estilo de vida de universitários do ensino superior a distância. J Health Sci. 2018;20(1):40-4.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Blumenau: população [Internet]. 2019 [acesso em 2019 Nov 02]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/blumenau/panorama

Reloba S, Chisosa LJ, Reigal RE. Relacíon entre actividad física, procesos cognitivos y rendimiento académico de escolares: revisión de la literatura actual. Rev Andal Med Deporte. 2016;9(4):166-72.

Merege CAA Filho, Alves CRR, Sepúlveda CA, Costa AS, Lancha AH Jr, Gualano B. Influência do exercício físico na cognição: uma atualização sobre mecanismos fisiológicos. Rev Bras Med Esporte. 2014;20(3):237-41.

Tassini CC, Val GR, Candido SS, Bachur CK. Assessment of the Lifestyle of University Students in the Healthcare Area Using the Fantastic Questionnaire. Int J Cardiovasc Sci. 2017;30(2):117-22.

Rampersaud GC, Pereira MA, Girard BL, Adms J, Metzl JD. Breakfast habits, nutritional status, body weight, and academic performance in children and adolescents. J Am Diet Assoc. 2005;105(5):743-60.

Fernandes TF, Monteiro BMM, Silva JBM, Oliveira KM, Viana NAO, Gama CAP, et al. Uso de substâncias psicoativas entre universitários brasileiros: perfil epidemiológico, contextos de uso e limitações metodológicas dos estudos. Cad Saúde Coletiva. 2017;25(4):498-507.

Chiapetti N, Serbena CA. Uso de álcool, tabaco e drogas por estudantes de uma universidade particular da cidade de Curitiba: fatores relacionados à história de uso e prevalência de consumo. Psicol Reflex Crit. 2007;20(2):303-13.

Cardoso FM, Barbosa HA, Costa FM, Vieira MA, Caldeira AP. Fatores associados à prática do binge drinking entre estudantes da área da saúde. Rev Cefac. 2015;17(2):475-84.

Trindade BPA, Diniz AVJAR. Uso de drogas entre estudantes universitários: uma perspectiva nacional. Rev Med Saúde Brasília. 2018;7(1):52-60.

Carvalho TMCS, Silva II Jr, Siqueira PPS, Almeida JO, Soares AF, Lima AMJ. Qualidade do sono e sonolência diurna entre estudantes universitários de diferentes áreas. Rev Neurocienc. 2013;3(21):383-7.

Furlani R, Ceolim MF. Padrões de sono de estudantes ingressantes na Graduação em Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2005;58(3):320-4.

Almondes KM, Araujo JF. Padrão do ciclo sono-vigília e sua relação com a ansiedade em estudantes universitários. Estud Psicol (Natal). 2003;8(1):37-43.

Brito BJQ, Gordia AP, Quadros TMB. Estilo de vida de estudantes universitários: estudo de acompanhamento durante os dois primeiros anos do curso de graduação. Medicina (Ribeirão Preto). 2016;4(49):293-302.




DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.9719

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza - Ceará - Brasil - e-ISSN: 1806-1230

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia