A política cambial brasileira

Henrique Marinho

Resumo


O trabalho enfoca o regime cambial brasileiro e suas diversas transformações durante as décadas de 80 e 90.Na primeira década, foi
a grande utilização de instrumentos de controle cambial como coadjuvantes dos mecanismos de ajustamento do balanço de
pagamentos. No entanto, o processo iniciado nos anos 90 trouxe a possibilidade de uma maior movimentação de capital, fazendo
com que o Banco Central dispusesse de mais um mecanismo de ajustamento das contas externas, através do ingresso voluntário de
capitais, que entraram no país atraídos pelas elevadas taxas internas de juros. Desta forma, o governo pôde eliminar paulatinamente
os controles cambiais existentes para ajustar as contas externas, concentrando seus esforços nas tradicionais políticas monetárias
e fiscais, através dos acordos com o FMI, que permitiram ao mercado internacional um maior grau de expectativa positiva quanto
aos resultados propostos.
Palavras-chave: taxa de câmbio, regime cambial, ajuste de balanço de pagamentos, controle cambial.



DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.8.2.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia