De lá pra cá ou de cá pra lá? transferência de tecnologia ambiental filial-matriz

José Antônio Puppim Oliveira, José Jorge Abraim Abdalla

Resumo


O trabalho resulta do estudo de casos em unidades de filiais de empresas de capital estrangeiro, no Brasil, onde foram desenvolvidas tecnologias ou melhorias de processos ambientais e cujos resultados passaram a ser utilizados nas respectivas matrizes ou em outras unidades da empresa, no exterior. O estudo é interessante por dois aspectos. Por um lado, a visão de transferência de tecnologia, no Brasil, é vista muitas vezes com um viés de ação governamental. Porém, cada vez mais, o setor privado é que detém a tecnologia, principalmente as empresas transnacionais. Por outro lado, geralmente a transferência de tecnologia é vista como um
mecanismo unidirecional, ou seja, dos países desenvolvidos para aqueles chamados em desenvolvimento. Este estudo mostra que nem sempre é assim

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.9.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia