Merenda ecológica: uma polítca pública que se faz necessária

Elisabeth Maria Foschiera

Resumo


A problemática a respeito da merenda escolar é um tema que vem intrigando os educadores ambientais, preocupados com a questão alimentar, bem como àqueles que a entendem como um processo pedagógico de construção do conhecimento, hábitos e atitudes, realizado durante o período escolar. Partindo desse pressuposto, iniciamos, em Passo Fundo - RS, no ano de 2000, uma série de investigações a respeito da merenda escolar, envolvendo várias instituições. Procuramos, através de um trabalho integrado, pesquisar por que, apesar dos dados e fatos comprovarem que, a merenda não favorecia à saúde dos alunos nem à economia local
e regional, as instituições envolvidas mantinham esse procedimento. Realizaram-se reuniões desafiando as escolas a buscarem alternativas de solução para o problema. Destas escolas, seis aceitaram a proposta de experimentar o uso de produtos ecológicos. Através de um processo educativo, mostrando a importância da substituição de produtos cancerígenos e pobres em nutrientes, como salgadinhos e refrigerantes, por alimentos ecológicos, sem venenos e sem transgênicos, fomos percebendo que, além da questão nutricional podemos trabalhar outros elementos na escola como a importância da compra da merenda diretamente do
produtor, promovendo o desenvolvimento do município e região, bem como o debate a respeito dos problemas ambientais evitados com o uso da agricultura ecológica. Acreditamos que essas pesquisas contribuem para a construção de políticas públicas que promovam a melhoria da qualidade de vida das populações envolvidas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.9.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia