SGA e modelo de gestão: um estudo da ISO 14000 à luz do GECON

Maria Graça Oliveira Carlos, Rosa Maria Munguba Bezerra, Danielle Batista Coimbra

Resumo


Este artigo questiona se o sistema de gestão ambiental da série ISO 14000 é passível de ser implementado em organizações que adotam o modelo de gestão econômica. Desse modo, a pesquisa tem como objetivo analisar a
NBR ISO 14001 à luz do Modelo de Gestão Econômica - GECON, verificando a compatibilidade do sistema de gestão ambiental com os princípios do modelo de gestão econômica. A pesquisa faz um ensaio teórico descritivo e qualitativo. Para tanto, procedeu-se a revisão da literatura, baseada na coleta de dados secundários a fontes documentais e bibliográficas. A base teórica considera o modelo conceitual de gestão econômica de Catelli et alii (2001), os princípios que caracterizam um modelo de gestão estabelecido nas pesquisas empíricas da FIPECAFI/FEA/USP e a NBR ISO 14001 (1996). Os resultados preliminares evidenciam compatibilidade entre a ISO 14000 e o modelo de gestão econômica em quase todos os princípios analisados, exceto no critério de avaliação de desempenho. Verificou-se que as diferenças observadas entre os modelos não se mostram
irreconciliáveis, mas passíveis de compatibilização, porque o objetivo da gestão ambiental agrega riqueza e satisfaz o objetivo da gestão econômica, agregando a visão da sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.10.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia