Proposta de uma metodologia orientada para o uso em incubadoras de base tecnológica

Desirée Zouian, Devanildo Damião, Mauro Catharino, Luis Gargione Gargione

Resumo


A inovação consolida-se como um dos fatores representativos da competitividade das empresas. Assim, seu estudo contempla
diversos aspectos, dentre os quais os habitats da inovação, inserindo-se, neste contexto, as incubadoras de base tecnológica (IBT) que, por hipótese, agregam empresas baseadas no conhecimento. As empresas instaladas nas IBT’s enfrentam, além dos desafios específicos de natureza tecnológica, as questões relacionadas à gestão da inovação. Nesse contexto, torna-se natural que haja uma diferenciação entre as empresas incubadas de base tecnológica no tocante aos níveis de maturidade de tecnologia e participação no mercado. O desafio do estudo situa-se na intenção de formatar um instrumental que possibilite enquadrar as empresas de base tecnológica no modelo de referência teórico adotado [TIDD, BESSANT e PAVITT, 2005], com que se pretende contribuir com as discussões em relação aos instrumentos e metodologias de marketing tradicionalmente empregadas nas IBT’s. A pesquisa desenvolvida no ano de 2005, em empresas incubadas no Brasil, sinaliza a aproximação das empresas com o mercado e, sobretudo, permite a classificação das empresas em diferentes níveis, promovendo também temas para novas pesquisas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.14.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia