Políticas públicas e incubação de empresas: o caso do estado de São Paulo

Cíntia Möller Araujo, Giovanna Villas Boas

Resumo


As incubadoras de empresas são reconhecidas como atores importantes, que alavancam inovação, empreendedorismo e desenvolvimento socioeconômico, sobretudo por meio do estímulo fornecido às micro e pequenas empresas, as quais, ao prosperarem, dinamizam as economias locais, gerando renda e emprego. Assim, buscamos, por meio deste estudo, identificar quais são as políticas públicas existentes atualmente no estado de São Paulo voltadas a apoiar incubadoras de empresas. Conduzimos um estudo exploratório-descritivo, de abordagem qualitativa, que se serviu de pesquisa documental (leis, decretos, programas etc.), além de entrevistar três gestores públicos e um especialista na área de incubação de empresas. Concluímos que as estratégias nessa seara, em São Paulo, ainda estão em construção e as ações estatais, por ora, são incipientes. Ademais, até o momento, inexistem critérios claros para elencar as prioridades de ação e orientar como investir os parcos e descontínuos recursos destinados a essa área.

DOI: 10.5020/2318-0722.2013.v19n2p507

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia