A reforma da administração dos recursos humanos públicos portugueses após o fim do estado novo: uma evolução histórica

Miguel Lira, Ana Rosa

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo principal concorrer para o incremento do conhecimento sobre a evolução ocorrida na administração dos recursos humanos públicos portugueses após a queda do Estado Novo (1974) até ao presente, mormente quanto à influência que os paradigmas da New Public Management e da Governance tiveram nas mudanças registadas neste domínio ao longo das últimas décadas, para além de identificarmos as mais recentes medidas de austeridade adotadas no plano político, reflexo da forte crise económica e financeira que assola Portugal, com repercussões diretas no “funcionalismo público” português e sua administração. Para uma melhor concretização destes objetivos, iremos realizar esta análise através da utilização de três períodos perfeitamente balizados: 1974 até 1985; 1985 até 2008, e entre 2008 e o presente. Posto isto, este ensaio será baseado em pressupostos teóricos interpretativos, adotando como metodologia uma abordagem qualitativa e como método de investigação o bibliográfico.

DOI: 10.5020/2318-0722.2013.v19n2p536

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia