Gastos públicos e crescimento econômico: evidências da economia do estado do Ceará

Jair Andrade de Araujo, Vitor Borges Monteiro, Gabriel Alves de Sampaio Morais

Resumo


O artigo tem o intuito de explanar a relação entre os gastos públicos com o crescimento econômico, trazendo uma revisão da literatura e uma análise da influência de algumas despesas sobre o crescimento econômico nos municípios cearenses. As despesas são com: saúde e saneamento, urbanismo e habitação, custeio de pessoal e legislativo. O capital físico e humano dos municípios cearenses são incorporados. Para essa análise, utiliza-se uma amostra de 122 dos 184 municípios cearenses, no período de 2002 a 2009, em uma abordagem dinâmica de acordo com Arellano e Bond (1991). Como modelo teórico, adotou-se uma extensão da função de produção de Barro (1990), cujo objetivo é justamente tentar encontrar, para os municípios cearenses, quais tipos de gastos estariam influenciando seu crescimento econômico. Conclui-se que os incrementos em capital físico e humano têm contribuído para elevar o crescimento nos municípios cearenses. Ressalta-se que o impacto do capital humano é maior do que o obtido via crescimento do capital físico. Dessa forma, políticas públicas direcionadas ao aumento da educação apresentam maiores impactos no aumento do produto do que aquelas que influenciam apenas o crescimento do produto com elevação do capital físico. Os gastos com saúde, saneamento e legislativos não apresentam relação com o produto. Já as despesas com urbanismo, habitação e custeio com pessoal apresentaram impacto positivo sobre o PIB per capita.

DOI: 10.5020/2318-0722.2014.v20n1p11

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia