Os desafios da repartição: um estudo de caso em uma empresa multinacional do Sul do Brasil

Shalimar Gallon, Angela Beatriz Busato Scheffer, Ives Gallon

Resumo


A expatriação é o processo que ocorre quando um empregado assume um cargo pela empresa em um país estrangeiro, e a repatriação compreende a etapa em que o expatriado volta para o país de origem. Com o objetivo de analisar o processo de repatriação, as expectativas dos empregados na repatriação e identificar os desafios que esse processo impõe para as organizações, desenvolveu-se um estudo de caso na empresa Alpha, na qual foram realizadas 21 entrevistas: duas com representantes da área de Recursos Humanos e 19 com expatriados e repatriados. A partir da transcrição das entrevistas, foi realizada a análise de conteúdo, a fim de auxiliar na interpretação dos dados coletados. A pesquisa mostra que a empresa precisa de políticas e práticas mais estruturadas, apesar de ter um programa de expatriação há 12 anos, pois a internacionalização tomou uma dimensão maior do que a organização estava preparada para suportar. Outro achado é que os repatriados, ao retornarem, passam a dar mais valor ao desenvolvimento de habilidades e da carreira profissional, independentemente da organização em que o indivíduo se encontra. A carreira organizacional fica em segundo plano, principalmente porque a empresa não vem elaborando um planejamento para aproveitá-los em posições que demandem mais responsabilidades, como as que tinham na missão.

DOI: 10.5020/2318-0722.2014.v20n1p346

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.20.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia