Como modificar as regras do jogo a fim de favorecer o setor vitivinícola? (Modifying the game rules in order to promote the wine industry?)

Diego Echevenguá Borges, Adrieli Alves pereira Radaelli

Resumo


À luz dos conceitos de empreendedorismo institucional e de campos organizacionais, o presente estudo, além de discutir o possível uso do poder de agência inerente ao conceito de empreendedorismo institucional dentro do cenário vitivinícola nacional, busca situar a atual configuração estrutural do setor em alguma das seis perspectivas teóricas referentes ao campo organizacional propostas por Machado da Silva; Guarido Filho e Rossoni (2006). Diante disso, constatou-se que o principal assunto que dinamiza o campo da vitivinicultura brasileira são os impostos que se concentram no contexto do vinho, os quais chegam à taxa de 67%. Tal fato fragiliza a competitividade do setor vitivinícola nacional. Como alternativa de mudança do quadro atual, verificou-se que os representantes dos vitivinicultores brasileiros na Câmara Setorial da Viticultura, Vinhos e Derivados podem fazer uso de mecanismos epistemológicos inerentes ao conceito de empreendedorismo institucional, como persuasão privada e estabelecimento de networkings, com a finalidade de modificar as atuais regras do jogo que regem a vitivinicultura nacional.

DOI: 10.5020/2318-0722.2016.v22n1p72

Texto completo:

PDF XML


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.2016.v22n1p72

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia