O saldo ótimo de caixa por meio dos modelos Baumol e de Miller-Orr

Alberto Shigueru Matsumoto, João Paulo de Araújo Lima

Resumo


Este trabalho procura mostrar uma forma de determinação de saldos de caixa, utilizando para isto os modelos Baumol e de
Miller-Orr. Parte-se de uma definição de disponibilidades, para apresentar a necessidade da existência de uma administração
de caixa eficiente, cujo resultado pode vir a impactar a empresa como um todo. Tem-se uma aplicação prática dos modelos,
através de dados reais de uma indústria do Distrito Federal no ramo de bebidas. Nota-se a adaptação destes modelos para
se adequar ao contexto econômico-fiscal da empresa e do país. Neste estudo, verificou-se que o modelo mais adequado às
empresas em geral, por considerar a imprevisibilidade dos fluxos de caixa, seria o modelo de Miller-Orr, que também se
apresentou como uma ferramenta de fácil aplicação, embora requerendo adaptação, devido à incidência de CPMF nestas
operações aqui no Brasil. Constatou-se, todavia, que o modelo Baumol pode ser aplicado em algumas empresas, geralmente
de pequeno porte, não havendo este tipo de restrição quanto ao modelo de Miller-Orr.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.12.2.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia