Formação do capital social em comunidade de baixa renda

Maria Helena Botelho Moreira de Deus, Danielle Miranda, Maria Eliene Soares de Souza3, Joana Ancila Pessoa Forte4

Resumo


O resultado da intervenção humana nos territórios tem provocado grandes e significativas modificações na dinâmica social e econômica, com destaque para comunidades de baixo índice de desenvolvimento humano, a partir da participação dos atores sociais envolvidos nestes processos. O presente artigo tem como objetivo geral: analisar a dinâmica de formação do capital social, à luz do modelo de Melo Neto e Froes (2002). Apresenta no primeiro capítulo a introdução, seguida pala discussão teórica sobre capital social, desenvolvimento local e arranjo produtivo local. No quinto capitulo são apresentadas os procedimentos metodológicos, adotando uma pesquisa de natureza qualitativa, através de um estudo de caso único. Os resultados encontrados apontaram a existência de uma dinâmica de desenvolvimento do capital social, na comunidade em estudo, diverso do modelo proposto por Melo Neto e Froes (2002).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.15.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia