Elementos de ecoeficiência: Constatações teóricas e empíricas no sistema coca-cola

Diego Antonio Bittencourt Marconatto, Marlon Dalmoro, Breno Augusto Diniz Pereira

Resumo


A busca pela eficiência ecológica, surgida a partir da década de 1990, transcendeu os limites de legislação governamental dentro das organizações, e passou a integrar a agenda das
empresas, e vêem tentando estabelecer padrões de produção que resultem em produtos e serviços que atendam à conservação do meio ambiente. Desta forma, o estudo teve como objetivos: (i) analisar como o Sistema Coca-Cola busca maximizar a ecoeficiência de suas ações e (ii) identificar as ações desenvolvidas, em uma perspectiva de gestão ecoeficiente, por uma empresa focal pertencente ao Sistema Coca-Cola. Para isto, foi realizado um estudo de
caso de natureza descritiva. Os dados foram coletados por meio de pesquisa documental no Sistema Coca-Cola e entrevistas semi-estruturadas com duas pessoas envolvidas na gestão ambiental da empresa focal. Por fim, observou-se que o sistema possui uma política ecológica bem desenvolvida que asseguram uma ecoeficiência satisfatória em todos os elementos que a formam. Contudo, observa-se que a organização ainda tem longo terreno a avançar no que
tange à gestão de embalagens de durabilidade prolongada e no consumo de energia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.15.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia