A utilização dos recursos e da estratégia contínua nas universidades do Brasil

Luís Carlos Queiroz de Alencar, Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte

Resumo


Esse artigo tem como objetivo analisar a relação existente entre recursos estratégicos e estratégias contínuas, com o porte organizacional aplicados às Universidades no Brasil.
Sendo a universidade berço e celeiro do desenvolvimento teórico dos modelos de estratégia organizacional, estariam elas utilizando os recursos e as estratégias contínuas, e a utilização dessas ferramentas teria alguma relação com o porte da universidade? Como referencial teórico utilizou-se o modelo dos recursos de Lynch e Baines (2004) e da estratégia contínua adotada por Mariotto (2003). Esta pesquisa foi realizada no segundo semestre de 2007 e
contou a participação de 37 universidades. A metodologia utilizada é de tipologia descritiva, de natureza quantitativa, viabilizada mediante um questionário semi-estruturado, não disfarçado, com escala Likert. A análise de resultados mostra que as universidades brasileiras fazem uso de seus recursos e praticam a estratégia contínua em suas gestões, embora com algumas restrições, e, revela ainda, que a prática dessas ações independe do porte da universidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.15.1.%25p

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia