Capacidade informacional sob a lente teórica da Teoria das Capacidades Dinâmicas

José Carlos da Silva Freitas Junior, Antônio Carlos Gastaud Maçada

Resumo


O desenvolvimento tecnológico, especialmente após o surgimento da Internet, acelerou o fluxo de dados e informações digitais, levando a um volume crescente de dados e informações. Várias pesquisas têm sido conduzidas no estudo de capacidades que podem contribuir para o desempenho organizacional, entre elas a capacidade de tecnologia da informação e a capacidade de gerenciamento de informações. Há também a capacidade informacional, que foi inicialmente estudada em 2000. A abordagem teórica que tem sido utilizada na maioria das pesquisas é a teoria RBV. No entanto, com um cenário de competitividade crescente de forma imprevisível e rápida, é necessário adaptar-se a ele reconfigurando os recursos e capacidades existentes e, se necessário, desenvolvendo novas capacidades. Assim, este estudo tem como objetivo discutir as capacidades dinâmicas como uma lente teórica para compreender a capacidade informacional, propondo um modelo que contribui para o avanço teórico sobre este tema e melhore o desempenho organizacional. O método utilizado é a revisão sistemática de literatura. Como contribuições o estudo apresenta o modelo conceitual e uma nova leitura das dimensões da capacidade informacional.

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia