Hedge Accounting: aplicação dos métodos prospectivos de eficácia nas instituições financeiras bancárias da B3

Erika Maia da Rocha, Jéssica Shanja Silva Freitas, Francisco Ícaro Silvério de Oliveira, Rosângela Queiroz Souza Valdevino

Resumo


As normas contábeis que regulamentam a comprovação da eficácia do hegde estabelecem dois métodos de verificação, denominados de métodos prospectivos e retrospectivos. E é sobre aqueles que este estudo se dedicou. Diante disso, o objetivo geral desse trabalho foi verificar as diferenças entre a aplicação dos métodos prospectivos na mensuração da eficácia dos objetos de hedge das instituições bancárias listadas na BM&FBovespa. A metodologia utilizada baseou-se em uma pesquisa documental, descritiva, qualitativa e quantitativa, que utilizou os métodos dollar offset e regressão linear como instrumento de análise para avaliar a eficácia dos hedges durante o período analisado. A população é compreendida por 24 instituições do segmento financeiro e outros listadas no site da BM&FBOVESPA. À luz da análise efetuada, observou-se uma uniformidade de valores eficazes na aplicação do método de regressão, representando assim uma tática favorável para as organizações. No que diz respeito ao dollar offset, seu emprego mostra-se de forma negativa, em que os índices obtidos não estão dentro do indicado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.2019.7933

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia