Análise dos benefícios X desempenho do programa microempreendedor individual no Nordeste do Brasil

Jean Gleyson Farias Martins, Rodrigo José Guerra Leone, Walid Abbas El-Aouar, Ahiram Brunni Cartaxo de Castro, Jizabely de Araujo Atanasio

Resumo


O presente artigo se propôs a mapear e analisar os fatores que melhor descrevem e explicam o desempenho dos microempreendedores no Nordeste do Brasil, após sua formalização no mercado pelo Programa Microempreendedor Individual. Trata-se de uma pesquisa quantitativa de campo com método de pesquisa survey de propósito descritivo e corte-transversal. Utilizou-se uma amostra intencional, não probabilística e por julgamento de microempreendedores individuais do município de Natal/RN. Os dados foram coletados por meio de questionários e tratados por modelagem de equações estruturais. Os resultados apontaram que o desempenho dos microempreendedores após sua formalização no mercado é explicado pelos benefícios acessados, ou seja, pelo aumento no faturamento do negócio, o aumento na produtividade, pelo melhor acesso a crédito, por melhores condições de preço pago aos fornecedores, melhores condições de preço repassado ao cliente e pelo maior conhecimento dos custos e despesas fixas do negócio; e, os benefícios mais importantes para a explicação do desempenho foram: a redução dos impostos e tributos para a formalização, a possibilidade de vender à prestação com cartão de crédito, de vender produtos e serviços para o governo, possuir uma empresa formal, diminuição da burocracia e a facilidade de acesso a serviços bancários e empréstimos.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia