Editorial

Marina Dantas de Figueiredo

Resumo


O primeiro número de 2019 da Revista Ciências Administrativas chega ao público trazendo novidades. A edição marca a saída do Prof. Milton de Sousa Filho, que esteve a frente da RCA em 2018, e a entrada da Profa. Marina Dantas de Figueiredo como editora-chefe. Esta transição ressalta a abertura do escopo temático da revista, mas também o renovado comprometimento com os temas que a tornaram referência. Convidamos a comunidade acadêmica a ler os trabalhos incluídos neste número e a acompanhar as transformações da revista em números futuros.
O primeiro artigo, de autoria de Gelson Eduardo DalleNogare, Jéferson Réus da Silva Schulz, Franco da Silveira e Janis Elisa Ruppenthal e intitulado “Analysis of the relation shipbetween innovation, stock marketand economicgrowth in the case of China” se dedica ao comportamento e à relação entre o mercado de ações e o desenvolvimento macroeconômico, com base no desenvolvimento tecnológico, através das variáveis que influenciam essas taxas para a China. Os resultados sugerem que o desempenho do mercado de capitais não pode ser um indicador econômico no caso da China, não apresentando evidências de que seu desempenho esteja relacionado com o da economia real e da inovação tecnológica.
O segundo trabalho, escrito por Wanderson Fernandes Modesto de Oliveira, Domingos Fernandes Campos e Walid Abbas El-Aoua tem como título “A importância das competências do gestor da cadeia de suprimentos para a competitividade da organização”. O artigo teve por objetivo analisar a importância das competências do gestor da cadeia de suprimentos para a competitividade das empresas, a partir de uma pesquisa qualitativa em literatura referente ao tema. Os resultados apontam a necessidade de as organizações desenvolverem vantagem competitiva em um contexto de cadeia de suprimentos, sendo as competências do gestor dessa cadeia atributos fundamentais à competitividade da empresa no atendimento ao pedido do cliente.
O terceiro trabalho, de Harrison Bachion Ceribeli e Guilherme Barcellos de Souza Rocha é uma pesquisa quantitativa na área de gestão de pessoas, com o objetivo de como objetivo para esta pesquisa analisar a influência da flexibilização do trabalho sobre o engajamento e a exaustão emocional dos trabalhadores, assim como do engajamento sobre a exaustão. Como resultados, não foi possível confirmar a influência da adoção de arranjos laborais flexíveis por parte das organizações sobre o grau de engajamento e de exaustão dos funcionários. Por outro lado, confirmou-se a relação testada entre o engajamento e a exaustão do trabalhador. Ou seja, os resultados encontrados indicam que os profissionais mais engajados estão menos sujeitos a experimentarem maior desgaste emocional em suas atividades laborais.

O quarto artigo, intitulado O papel da aprendizagem no processo de internacionalização: um estudo de caso na Acumuladores Moura S/A é de autoria de Anderson Clayton Oliveira Silva e Viviane Santos Salazar, que buscaram investigar o papel da aprendizagem no processo de internacionalização de uma grande empresa localizada em um país emergente. Os resultados obtidos por meio de um estudo de caso indicam que a busca pela aprendizagem nas fases iniciais da empresa contribuiu para realização de parcerias e para o desenvolvimento da organização. Adicionalmente, refere-se ao fato de a empresa iniciar relações com países psiquicamente distantes por conta do desejo do fundador em aprender nos maiores mercados do mundo.

O quinto trabalho, de autoria de Vinicius Farias Moreira, Walter Fernando Araújo de Moraes e Yákara Vasconcelos Pereira e cujo título é “Integrando e ampliando a base teórica da criação de valor por empresas geograficamente concentradas” é um ensaio teórico sobre a temática de clusters, que visa compreender as fontes de criação de valor por parte das empresas geograficamente concentradas. O estudo demonstra que a criação de valor por parte das empresas geograficamente concentradas deve considerar a dinâmica interna dos recursos e capacidades empresariais; a capacidade de absorção das empresas face aos recursos do cluster (buzz ou atmosfera). O estudo também aponta os aspectos que reforçam e complementam a criação de valor proporcionados pelos vínculos externos estabelecidos pelas empresas e atores do cluster.

O sexto artigo, cujos autores são Henrique César Melo Ribeiro e Geovanna Karinna Magalhães Ribeiro, logrou analisar o perfil, as características e o comportamento da produção científica divulgada nos estudos publicados no Congresso Anpcont no período de 2007 a 2016. Em termos metodológicos, foram utilizadas as técnicas de análise bibliométrica e de rede social em 847 artigos publicados no período compreendido. Os resultados indicam os autores que mais publicaram no evento, as instituições que lideram a pesquisa em Contabilidade, bem com os temas recorrentes na pesquisa na área e as redes de pesquisadores que têm contribuído para a socialização e divulgação do conhecimento científico. A relevância do estudo está em contribuir para melhor entender e conhecer o campo científico da Contabilidade, contribuindo para que as Ciências Contábeis evoluam e se aperfeiçoem no panorama empresarial no Brasil.

O sétimo artigo tem como autoras GreiciGaliotto, Fernanda Lazzari, Tatiana Piccin e Luciene Eberle. Sob o título Percepção dos consumidores em relação à estratégia productplacement em séries de TV: um estudo comparativo entre brasileiros e americanos, elas buscaram analisar a percepção das duas nacionalidades quanto ao fenômeno. Além de questões de perfil do consumidor, investigaram-se os seguintes construtos: percepção geral do uso de productplacement em séries de TV; aceitação do seu uso; atitudes para com o seu uso; interesse e a intenção de compra que o productplacement desperta. As autoras verificaram que brasileiros e americanos têm boa aceitação do uso da estratégia. Americanos apresentam atitudes mais favoráveis ao uso de productplacement, enquanto brasileiros têm uma percepção geral mais positiva e também apresentam maior interesse na marca e maior intenção de compra despertada através do uso de placements.
Por fim, o oitavo trabalho, de autoria de Francisco Eduardo Aoyama Nogueira, Rodolfo Coral Azambuja, Juliana Martins Diefenthäler e Carolina Barth, intitulado “O que te Apetece Mais? O Impacto da Imagem na Percepção de Sabor no Consumo de Alimentos Não Saudáveis” buscou avançar a literatura de marketing sobre a influência de outros indivíduos na percepção de alimentos saudáveis e não saudáveis, particularmente na questão do sabor. O foco foi considerar o impacto do meio de apresentação do estímulo – com a presença de outro consumindo o alimento, fisicamente no mesmo ambiente ou em imagens impressas– e as variações no tipo físico e no gênero dessa outra pessoa, numa pesquisa quantitativa. O estudo contribui para a teoria de percepção de sabor, bem como para os estudos relacionados à propaganda.

Boa leitura a todxs!

Marina Dantas de Figueiredo
Editora-chefe da Revista Ciências Administrativas
Universidade de Fortaleza

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia