O Plus Size sob a Perspectiva Teórica da Construção de Mercados

Marcela Bortotti Favero, Francisco Giovanni David Vieira

Resumo


Este estudo tem como objetivo descrever o processo de construção do mercado de moda plus size com base na perspectiva teórica de construção de mercados. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa e descritiva, e teve a coleta de dados por meio de entrevistas, observação não participante e pesquisa documental. Como principais resultados, têm-se dois fatores que marcam o início da construção desse mercado, que são: (a) aumento da obesidade da população e (b) aceite do corpo por parte da população obesa. Foram identificados diversos atores que participaram do processo de construção do mercado plus size, destacando-se as redes sociais (blogs). Como práticas de mercado, notou-se a baixa influência de práticas normativas, especialmente em relação à padronização das grades de tamanhos dos produtos. Em relação às práticas representacionais, tem-se um aumento no discurso favorável ao mercado plus size, colocando esse nicho como oportunidade para empresários e favorecendo o aceite do corpo pela população. Por fim, em relação às práticas de troca, verificou-se semelhanças àquelas encontradas nos mercados de moda em geral.

Palavras-chave


plus size. construção de mercados. atores. marketing. práticas de mercado.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABRAMOVAY, R. Entre Deus e o diabo: mercados e interação humana nas ciências sociais. Tempo Social - Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 35-64, 2004. DOI: 10.1590/S0103-20702004000200002.

ANDERSON, P.; ASPENBERG, K.; KJELLBERG, H. The configuration of actors in market Practice. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 8, n. 1, p. 67-90, 2008. DOI: 10.1177/1470593107086485.

ARAUJO, L. Markets, market-making and marketing. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 7, n. 3, p. 211-226, 2007. DOI: 10.1177/1470593107080342.

ARAUJO, L.; KJELLBERG, H.; SPENCER, R. Market practices and forms: introduction to the special issue. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 8, n. 1, p. 5 -14, 2008. DOI: 10.1177/1470593107086481.

ARAUJO, L.; FINCH, J.; KJELLBERG, H. Reconnecting marketing to markets. Oxford: Oxford University Press, 2010.

ARSEL, Z. Fazendo perguntas com um foco reflexivo: um guia para o planejamento e condução de entrevistas. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 8, n. 2, p. 84-98, 2018. DOI: 10.4025/rimar.v8i2.44504.

AZIMONT, F.; ARAUJO, L. Category reviews as market-shaping events. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 36, n. 7, p. 849-860, 2007. DOI: 10.1016/j.indmarman.2007.05.012.

BARD, N. L. S. A moda como representação de identidade em consumidoras plus-size. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso,( Bachareldo em Comunicação Social) - Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

BARNES, B. Practice as collective action. In: SCHATZKI, T. R.; CETINA, K. K.; VON SAVIGNY, E. (ed.) The practice turn in contemporary theory. London: Routledge, 2001. p. 17-28.

BELK, R. (ed.) Handbook of qualitative research methods in marketing. Northampton: Edward Elgar, 2006.

BETTI, M. U. Beleza sem medidas? corpo, gênero e consumo no mercado de moda plus-size. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. DOI: 10.11606/D.8.2014.tde-13052015-115256.

BOURDIEU, P. Outline of a theory of practice. Cambridge: Cambridge University Press, 1977.

BRITTO, R. A controvérsia história da moda plus size. Link. Acesso em: 29 abr. 2020.

BURR, V. Social constructionism. London: Routledge, 2003.

BÜTTNER, A. J.; LINARDI, M. A.; STREHLAU, S. O desafio do consumidor de moda feminina plus size no Brasil e nos Estados Unidos: um estudo bibliométrico. In: SEMEAD, 21., 2018, São Paulo: FEAUSP, 2018. p. 1-3.

CALLON, M. An essay on framing and overflowing: economic externalities revisited by sociology. In: Callon, M. (ed.) The laws of the market. Oxford: Blackwell. 1998.

CALLON, M. Entrevista com Michel Callon: dos estudos de laboratório aos estudos coletivos heterogêneos, passando pelos gerenciamentos econômicos. Sociologias, Porto Alegre, n. 19, p. 302-321, jan./jun. 2008. DOI 10.1590/S1517-45222008000100013.

CARNEIRO, M. S. O papel dos dispositivos de prescrição e julgamento no funcionamento dos mercados: o caso da certificação florestal. TOMO, São Cristovão, v. 30, p. 267-302, 2017. DOI: 10.21669/tomo.v0i0.

COCHOY, F. Driving a shopping cart from STS to business, and the other way round: on the introduction of shopping carts in American grocery stores (1936-1959). Organization, Thousand Oaks, v. 16, n. 1, p. 31-55, 2009.

COLLS, R. Outsize/Outside: Bodily Bignesses and the Emotional Experiences of British Women Shopping for Clothes. Gender Place and Culture, v. 1, n. 5, p. 529-545. 2006. DOI: 10.1080/09663690600858945.

CORREA, R.; LEITE, E. S. A construção social do mercado de sementes agroecológicas na região sul do Rio Grande do Sul. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 6, n. 1, p. 44 -57, 2016.

DALMORO, M.; NIQUE, W. M. Tradição mercantilizada: construção de mercados baseado na tradição. RAC – Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 21, n. 3, p. 327- 346, 2017. DOI: 10.1590/1982-7849rac2017160047.

DATASEBRAE. Negócios da moda. Link. Acesso em: 23 nov. 2017.

FRIES, L. Boundarians that shape Market actors: a review of the literature on business associations. In: IMP CONFERENCE, 24., 2008, Uppsala, Proceedings […].Uppsala: [s. n.], 2008.

GIDDENS, A. The constitution of society. Berkeley: University of California Press, 1986.

GEIGER, S.; KJELLBERG, H.; SPENCER, R. Shaping exchanges, building markets. Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 15, n. 2, p. 133-147, 2012. DOI: 10.1080/10253866.2012.654955.

GONÇALVES JUNIOR, O. Construção social de mercados e políticas públicas de desenvolvimento: uma aproximação teórico-empírica. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 6, n. 1, p. 58-72, 2016.

HAGBERG, J.; KJELLBERG, H. Who performs marketing? Dimensions of agential variation in market practice. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 39, p. 1028-1037, 2010. DOI: 10.1016/j.indmarman.2010.06.022.

HAGBERG, J. Agencing practices: a historical exploration of shopping bags. Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 19, n. 1, p. 1-22, 2015. DOI: 10.1080/1023866.2015.1067200.

HARRISON, D.; KJELLBERG, H. How users shape markets. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 16, n. 4, p. 445-468, 2016. DOI: 10.1177/1470593116652004.

ISAIA, L. S. A revolução fashion: os blogs como instrumento de consolidação da identidade plus size. 2015. Dissertação (Mestrado em Comunicação, Arte e Cultura), Universidade do Minho, Portugal, 2015.

JARDIM, M. C.; MOURA, P. J. C. A construção social do mercado de dispositivos de redes sociais: a contribuição da sociologia econômica para os aplicativos de afeto. TOMO, São Cristovão, v. 30, p. 151-196, 2017. DOI 10.21669/tomo.v0i0.

KJELLBERG, H.; AZIMONT, F.; Reid, E. Market innovation processes: balancing stability and change. Industrial Marketing Management. Amsterdam, v. 44, p. 4 -12, 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.002.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. Multiple versions of markets: multiplicity and performativity in market practice. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 35, p. 839-855, 2006. DOI: 10.016/j.indmarman.2006.05.011.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. On the nature of markets and their practices. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 7, n. 2, p. 37-162, 2007. DOI. 10.1177/147059310707682.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. The mode of exchange and shaping of markets: Distributor influence in the Swedish post-war food industry. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 36, p. 861 -878, 2007. DOI 10.1016/j.indmarman.2007.06.006.

LEME, P. H. M. V.; REZENDE, D. C. A construção de mercados sob a perspectiva da Teoria Ator-Rede e dos Estudos de Mercado Construtivistas (EMC). Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 8, n. 2, p. 133-151, 2018.

LEVINTON, S. A construção do mercado de shoppings de atacado de moda em Maringá. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2015.

MALLARD, A. Concerning urban consumption: on the construction of market agencements for retail trade. Consumption Markets and Culture, Abingdon, v, 19, n. 1, p. 1 -15, 2015. DOI: 10.1080/10253866.2015.1068170.

MARCELJA, K. G. A busca por uma identidade através da moda plus size. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE COMUNICAÇÃO E CONSUMO,10., 2015, São Paulo. Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2015.

MEDEIROS, J.; VIEIRA, F. G. D.; NOGAMI, V. K. C. Práticas de mercado e inovação: dimensões esquecidas. RAI – Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 238-260, 2013. DOI: 10.5773/rai.v10i2.942.

MELE, C.; RUSSO-SPENA, T. Innomediary agency and practices in shaping market innovation. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 44, p. 42 – 53. 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.006.

MELO, F. V. S.; FARIAS, S. A.; KOVACS, M. H. Estereótipos e estigmas de obesos em propagandas com apelos de humor. Organização & Sociedade, Salvador, v. 24, n. 81, p. 305-324, 2017. DOI: 10.1590/1984-9230816.

BRASIL. Ministério da Saúde. Vitigel Brasil 2016: hábitos dos brasileiros impactam no crescimento da obesidade e aumento de prevalência de diabetes e hipertensão. Link. Acesso em: 7 nov. 2017.

NAVAJAS, L. Crescimento do mercado plus size começa a chamar a atenção das marcas. Link. Acesso em: 23 nov. 2017.

NIEDERLE, P. A.; RADOMSKY, G. F. W. Quem governa por dispositivos? A produção das normas e padrões para os alimentos orgânicos no Brasil. Tomo, São Cristovão, v. 30, p. 227-265, 2017. DOI: 10.21669/tomo.v0i0.

NOGAMI, V. K. C.; VIEIRA, F. G. D.; MEDEIROS, J. Construção de mercados: um estudo no mercado de notebooks para baixa renda. Gestão & Regionalidade, São Caetano do Sul, v. 31, n. 93, p. 59-75, 2015. DOI: 10.13037/gr.vol31n93.2637.

OLIVEIRA, S. R.; REZENDE, D. C. Enquadramentos e transbordamentos de uma feira livre de produtor: (des)configuração do Mercado de alimentação local. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 4, n. 1, p. 33-49, 2014.

PAIVA, C. M. N. Construtivismo de mercado: particularidade e pressupostos filosóficos. In: SEMEAD, 19., 2016. São Paulo, Anais [...]. São Paulo: [s. n.], 2016. p. 1-18.

PETERS, L. D. You are what you wear: how plus-size fashion in fat identity formation. Fashion Theory, Abingdon, v. 18, n. 1, p. 45-72, 2014. DOI: 10.2752/175174114X13788163471668.

RECKWITZ, A. Toward a theory of social practices: a development in culturalist theorizing. European Journal of Social Theory, Thousand Oaks, v. 5, n. 2, p. 243-263, 2002.

REDIN, E. Construção social de mercados: a produção orgânica nos assentamentos do Rio Grande do Sul, Brasil. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 1, p. 55-66, 2015. DOI: 10.1590/151870122015104.

RINALLO, D.; GOLFETTO, F. Representing markets: The shaping of fashion trends by French and Italian fabric companies. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 35, p. 856-869, 2008. DOI: 10.1016/j.indmarman.2006.05.015.

ROCHA, E.; FRID, M. Classified beauty: Goods and bodies in Brazilian women’s magazines. Journal of Consumer Culture, Thousand Oaks, v. 18, n. 1, p. 83-102, 2018. DOI: 10.1177/1469540516641625.

SCARABOTO, D.; FISHER, E. Frustated fatshionistas: an institutional theory perspective on consumer quests for greater choice in mainstream markets. Journal of Consumer Research, Oxford, v. 39, p. 1234-1257, 2013. DOI: 10.1086/668298.

SCHATZKI, T. Theories of practice. In: SOUTHERTON, D. (ed.) Encyclopedia of consumer culture, London: Sage, 2011. v. 3, p. 1447-1452.

SCUSSEL, F. C. C.; CAMATINI, S.; REZENDE, B. C.; PETROLL, M. M. (2016, novembro). Muito além das curvas: a experiência de consumo das mulheres brasileiras plus size no varejo de moda. In: SEMINÁRIOS EM ADMINSTRAÇÃO, 19., 2016. São Paulo, Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2016. p. 1-16.

SCUSSEL, F. C. C.; DELLAGNELO, E. H. L. O peso do discurso: a representação da mulher plus size em campanhas publicitárias de lingerie no Brasil. In: ENCONTRO DE MARKETING DA ANPAD 37., São Paulo, 2017. Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2017

SHOVE, E., PANTZAR, M.; WATSON, M. The dynamics of social practice: everyday life and how it changes. London: Sage, 2017.

SILVA, A. B. O.; MIOSSI, C. G. Moda plus size: roupas adaptadas e valorizadas com recursos dos trabalhos manuais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Tecnologia em Design de Moda) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2014.

SMITH, S. J., MUNRO, M.; CHRISTIE, H. Performing (Housing) Markets. Urban Studies, Thousand Oaks, v. 43, n. 1, p. 81-98, 2005. DOI: 10.1080/00420980500409276.

SOARES, J. Plus size: para ser diva basta ser você! Link. Acesso em: 30 abr. 2020.

SOUSA JUNIOR, J. H.; MELO, F. V. S. Anúncios de moda plus size no varejo brasileiro: como o consumidor gordo avalia? In: ENCONTRO DE MARKETING DA ANPAD, 8, 2018, Anais […]. Porto Alegre: [s. n.], 2018.

ULKUNIEMI, P.; ARAUJO, L.; TÄHTIENEN, J. Purchasing as market-shaping: the case of component-based software engineering. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 44, p. 54-62, 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.007.

VIEIRA, F. G. D. Perspectivas e limites da pesquisa qualitativa em marketing. Revista de Negócios, Blumenau, v. 18, n. 1, p. 10-24, 2013. DOI: 10.7867/1980-4431.2013v18n1p10-24.

YIN, R. K. Qualitative research from start to finish. New York: Guilford Press, 2011.

ZANETTE, M. C.; LOURENÇO, C. E.; BRITO, E. P. Z. O peso do varejo, o peso no varejo e a identidade: uma análise de consumidoras plus size. RAE-Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 53, n. 6, p. 539 -550, 2013. DOI: 10.1590/S0034.75902013005000001.

ZANETTE, M. C.; LOURENÇO, C. E.; BRITO, E. P. Z. Fashionable subjects and complicity resistance: power, subjectification, and bounded resistance in the context of plus-size consumers, Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 22, p. 1-20, 2019. DOI: 10.1080/10253866.2018.1512241.




DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.2020.26.2.9524

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia