Capacidade Absortiva: Um Estudo na Indústria Criativa

Chrístian Langaro Vaisz, Dusan Schreiber, Serje Schmidt, Maria Cristina Bohnenberger

Resumo


O contexto dinâmico das evoluções tecnológicas e suas implicações, tanto sociais quanto mercadológicas, se apresentam como um desafio constante para as empresas. Essa realidade é também vivenciada pela indústria criativa caracterizada, entre outros aspectos, pela constante inovação, criatividade e alta dependência do conhecimento dos indivíduos nela inseridos. A capacidade absortiva de uma organização, que consiste na aquisição, assimilação, transformação e exploração de conhecimentos externos, gera oportunidades para a empresa inovar e manter-se sustentável em um ambiente competitivo. A partir dessas premissas, este artigo tem como objetivo analisar o uso da capacidade absortiva no processo de diversificação de atividades de uma pequena empresa inserida na indústria criativa. Os resultados mostram que cada uma das dimensões da capacidade absortiva foi importante para que houvesse uma diversificação das atividades desenvolvidas pela empresa, impactando tanto na organização interna quanto nas relações que a empresa mantém com o mercado, o que foi possível por meio da formação de relações de aprendizagem interorganizacionais.

Palavras-chave


capacidade absortiva; aprendizagem organizacional; indústria criativa; estudo de caso; estratégia.

Texto completo:

PDF/A

Referências


AMABILE, T. A. How to kill creativity. Harvard Business Review, [S. l.], v. 76, n. 5, Sep./Oct., p. 77-87, 1998.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. ed. rev. e amp. São Paulo, Edições 70, 2011. 279 p.

BUSS, Caroline Esther; SCHREIBER, Dusan; MACHADO, Raquel Engelman; PINHEIRO, Christiano Max P.; THEIS, Vanessa. Análise da capacidade absortiva no processo criativo. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 9, n. 3, p. 35-46, 2019.

COHEN, Wesley M.; LEVINTHAL, Daniel A. Absorptive capacity: a new perspective on learning and innovation. Administrative Science Quarterly, [S. l.], v. 35, n. 1, p. 128-152. Mar. 1990.

DUARTE, Roberto Gonzalez; CASTRO, José Márcio de; BORGES, Renata Simões Guimarães. Inefabilidade e socialização na transferência no compartilhamento de conhecimento tácito em países menos desenvolvidos: o caso do Cine Group em Moçambique. Revista de Ciências da Administração, Fortaleza, v. 20, n. 51, p. 55-68, nov. 2018.

FIRJAN. Mapeamento da indústria criativa no Brasil. Rio de Janeiro: Firjan, 2016. Disponível em: http://www.firjan.com.br/EconomiaCriativa/pages/default.aspxf. Acesso em: 13 mar. 2018.

FLATTEN, Tessa C.; ENGELEN, Andreas; ZAHRA, Shaker A.; BRETTEL, Malte. A measure of absorptive capacity: Scale development and validation. European Management Journal, [S. l.], v. 29 p. 98-116, 2011.

FLORIDA, Richard. The rise of the creative class: revisited. New York: Basic Books, 2012.

GIL, Antonio Carlos. Estudo de caso. São Paulo: Atlas, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HARTLEY, John; POTTS, Jason, CUNNINGHAM, Stuart; FLEW, Terry; KEANE, Michael; BANKS, John, Key. Concepts in creative industries. London: SAGE, 2013.

HARVEY, Jean-François; COHENDET, Patrick; SIMON, Laurent; BORZILLO, Stefano. Knowing communities in the front end of innovation. Research-Technology Management, [S. l.], v. 58, n. 1, Fev. 2015.

HENDRY, Chris. Understanding and creating whole organizational change through learning theory. Human Relations, [S. l.], v. 49, n. 5, p. 621-641, 1996.

JANSEN, Justin J. P.; VAN DEN BOSCH, Frans A. J.; VOLBERDA, Henk W. Managing potential and realized absorptive capacity: How organizational antecedents matter? Academy of Management Journal, [S. l.], v. 48, n. 6, p. 999-1015, 2005.

KURNIAWAN, Pebi; HARTATI, Wiwi; QODRIAH, Sari L.; BADAWI, Badawi. From knowledge sharing to quality performance: The role of absorptive capacity, ambidexterity and innovation capability in creative industry. Management Science Letters, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 433-442, 2020.

LANE, Peter J.; LUBATKIN, Michael. Relative absorptive capacity and interorganizational learning. Strategic Management Journal, [S. l.], v. 19, p. 461-477, 1998.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

NONAKA, Ikujiro. A dynamic theory of organizational knowledge creation. Organizational Science. [S. l.], v. 5, n. 1, p. 14-37, 1994.

NOOTEBOOM, Bart; HAVERBEKE, Win Van; DUYSTERS, Geert; GILSING, Victor; OORD, Ad van den. Optimal cognitive distance and absorptive capacity. Research Policy, [S. l.], v. 36, p. 1016-1034, 2007.

POPESCU, Doina I.; CEPTUREANU, Sebastian-Ion; ALEXANDRU, Adriana; CEPTUREANU, Eduard-Gabriel. Relationships between knowledge absorptive capacity, innovation performance and information technogoly. Case study: the romanian creative industries SMEs. Studies in Informatics and Control, [S. l.], v. 28, n. 4, p. 463-475, 2019.

SANTORO, Gabriele; BRESCIANI, Stefano; PAPA, Armando. Collaborative modes with cultural and creative industries and innovation performance: The moderating role of heterogeneous sources of knowledge and absorptive capacity. Technovation, [S. l.], v. 92, p. 102040, 2020.

SILVA, Eduardo Robini da; D’ARRIGO, Fernanda Pauletto; FURLAN, Juliana; GANZER, Paula Patrícia; OLEA, Pelayo Munhoz; LARENTIS, Fabiano; DORION, Eric Charles Henri; NODARI, Cristiane Herman; RADAELLI, Adrieli Alves Pereira; PRODANOV, Cleber Cristiano. Capacidade absortiva individual: uma perspectiva com alunos de administração. Espacios, [S. l.], v. 37, n. 1, p. E-2, 2016.

STERNBERG, R. J. The nature of creativity. Creativity Research Journal, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 87-98, 2006.

SULISTYO, Heru; WIKANINGRUM, Tri. Fostering absorptive capacity and self-efficacy on knowledge sharing behavior and innovation capability: an empirical research. Complex, intelligent, and software intensive systems. [S. l.]: Springer, p. 981-990, 2019.

TEMPEST, Sue. Learning from the alien: knowledge relationships with temporary workers in network contexts. The International Journal of Human Resource Management, [S. l.], v. 20, n. 4 p. 912-927, 2009.

THROSBY, David. Economics and Culture. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

THROSBY, David. The Economics of Cultural Policy. Cambridge: Cambridge University Press, 2010.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução Daniel Grassi. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZAHRA, Shaker A.; GEORGE, Gerard. Absorptive capacity: a review, reconceptualization, and extension. Academy of Management Review, [S. l.], v. 27, n. 2, p. 185-203, 2002.




DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.2020.26.3.9691

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Ciências Administrativas, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0722

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia