Discurso e representação sobre a pnh: a formação do sujeito coletivo mães-acompanhantes de adolescentes hospitalizados

Sandra Maia Farias Vasconcelos

Resumo


Esse estudo teve como objetivo identificar nos relatos de quinze mães acompanhantes em hospital infantil marcadores discursivos que delineiem o papel do Projeto Nacional de Humanização – PNH no atendimento de adolescentes hospitalizados. Não foi feito um grupo controle. A pesquisa é de abordagem qualitativa e utilizou como metodologia de coleta a amostra por saturação teórica e por metodologia de análise a Análise de Discurso do Sujeito Coletivo (LEFEVRE, 2005). O estudo trata, em particular, sobre o apoio das mães a seus filhos, como resultado das políticas de humanização do atendimento hospitalar. Utilizou-se a técnica de roda de conversa e de relato oral em grupo para coleta de informações acerca do tema. A narrativa das mães possibilitou conhecer necessidades, preocupações e estratégias que elas utilizam para cuidar da saúde dos filhos, bem como determinações sociais mais amplas de suas condições de existência. Foi possível verificar a formação de um sujeito coletivo mãeacompanhante pela co-ocorrência dos relatos das mães entrevistadas.

Palavras-chave


Discurso de Mães. Adolescentes. Sujeito coletivo. Humanização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23180714.2014.29.2.374-388

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia