As fronteiras entre os campos do jornalismo e da literatura

Marcio Acselrad Acselrad, Aline Veras

Resumo


Este trabalho discute algumas questões acerca das fronteiras que separam e aproximam o jornalismo da literatura. Ao longo dos anos, é certo que os dois gêneros estabeleceram relações de proximidade onde, em inúmeros momentos, se aliaram e se subsidiaram. As divergências começaram quando o jornalismo adquiriu um caráter de profissão autônoma e adotou fórmulas para as construções textuais, o que resultou em certa dispersão dos literatos das redações. Contudo, a convergência entre jornalismo e literatura jamais chegou a um final. Atualmente, os diários impressos enfrentam uma crise financeira que, segundo afirmam jornalistas e teóricos da comunicação, pode resultar no seu desaparecimento. Afirmarmos, com este texto, que o jornal precisa resgatar sua origem literária ou trazer com mais frequência, em suas páginas, recursos e técnicas provenientes da literatura para assim conquistar leitores e permanecer como fonte de informações para a sociedade.

Palavras-chave


Jornalismo literário. Jornalismo. Literatura.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23180714.2015.30.1.84-98

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia