A companhia de Jesus e sua relação com os enclaves da expansão portuguesa

Autores

  • Sezinando Menezes
  • Célio Costa
  • Felipe Augusto Fernandes Borges
  • Saulo Henrique Justiniano Silva

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2016.31.2.314-330

Palavras-chave:

Companhia de Jesus. Padroado Real Português. Expansão Portuguesa.

Resumo

O trabalho ora apresentado analisa a expansão marítima comercial portuguesa, iniciada no século XV e consolidada no XVI, destacando a participação ativa da Igreja nesse processo. A partir de concessões às Coroas Ibéricas, especialmente a Portugal, a Igreja institui o que chamamos de Padroado Real Português, instituição que dava ao soberano luso poder e autoridade sobre as missões do Ultramar, ao passo que lhe impunha também obrigações a serem cumpridas. Não obstante, abordamos ainda a criação da Companhia de Jesus, bem como sua consolidação e estreita relação com a Coroa Portuguesa nas missões do Padroado. Mostramos como a partir de suas primeiras relações com a Coroa Portuguesa, os jesuítas adquirem um lugar privilegiado em relação às outras ordens.

Biografia do Autor

Sezinando Menezes

Doutor em História. Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História (Mestrado e Doutorado) da Universidade Estadual de Maringá. Líder do grupo de pesquisa Laboratório de Estudos do Império Português (LEIP) e participante do grupo de pesquisa Educação, História e Cultura Brasileira: séculos XVI, XVII e XVIII (DEHSCUBRA).

Célio Costa

Doutor em Educação. Professor do Departamento de Fundamentos da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da Universidade Estadual de Maringá. Líder do grupo de pesquisa Laboratório de Estudos do Império Português (LEIP) e participante do grupo de pesquisa Educação, História e Cultura Brasileira: séculos XVI, XVII e XVIII (DEHSCUBRA).

Felipe Augusto Fernandes Borges

Doutorando em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Educação(UEM, 2015). Pedagogo da Universidade Federal do Paraná. Participa dos grupos de pesquisa: Laboratório de Estudos do Império Português (LEIP) e Educação, História e Cultura Brasileira: séculos XVI, XVII e XVIII (DEHSCUBRA)

Saulo Henrique Justiniano Silva

Doutorando em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em História (UEM, 2014). Professor de História na SEED/PR. Participa dos grupos de pesquisa: Laboratório de Estudos do Império Português (LEIP) e Educação, História e Cultura Brasileira: séculos XVI, XVII e XVIII (DEHSCUBRA).

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Menezes, S., Costa, C., Borges, F. A. F., & Silva, S. H. J. (2016). A companhia de Jesus e sua relação com os enclaves da expansão portuguesa. Revista De Humanidades, 31(2), 314–330. https://doi.org/10.5020/23180714.2016.31.2.314-330

Edição

Seção

Artigos