Atividade social na educação infantil: organização curricular para criança em novos tempos

Autores

  • Fabricia Pereira Teles

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2016.31.2.506-524

Palavras-chave:

Currículo. Educação Infantil. Atividade Social. Brincar.

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma proposta de organização curricular para educação infantil que assegure o brincar como oportunidade de criação de novos modos de ser e agir socialmente. A proposta tem como base as Atividades Sociais (AS) como condutoras dos processos de ensino-aprendizagem, o que significa dizer que o currículo se organiza a partir da vivência de atividades da vida real, existentes dentro e fora do espaço escolar. A discussão teórico-prática é resultado do estudo bibliográfico que teve como referência dois trabalhos acadêmicos (um em nível de doutorado e o outro em nível de mestrado) e a pesquisa de doutorado que ainda se encontra em andamento, desta pesquisadora. Esses estudos têm demonstrado que implementar um currículo para crianças por Atividades Sociais é uma maneira de entender que nós/e as crianças precisamos agir no mundo para poder ter consciência dele e, a partir disso, produzir e ampliar o repertório de conhecimentos e experiências para se viver de forma plena na sociedade atual.

Biografia do Autor

Fabricia Pereira Teles

Professora Assistente I da Universidade Estadual do Piauí. Mestre em Educação e atualmente doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem PUC/SP. Bolsista CNPq.

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Teles, F. P. (2016). Atividade social na educação infantil: organização curricular para criança em novos tempos. Revista De Humanidades, 31(2), 506–524. https://doi.org/10.5020/23180714.2016.31.2.506-524

Edição

Seção

Artigos