Agressividade infantil no contexto escolar: contribuições do psicólogo para a formação de professores

Autores

  • Sandralea Gonçalves Moura
  • Marília Maia Lincoln Barreira

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2017.32.2.236-249

Palavras-chave:

Psicologia Escolar, Agressividade Infantil, Formação de Professores.

Resumo

O comportamento agressivo se manifesta a partir de diferentes aspectos durante a infância. No contexto escolar é importante que os professores saibam da sua responsabilidade frente a agressividade infantil, portando-se de forma a ser mais do que um mero transmissor de conhecimento. Neste sentido, este trabalho objetiva entender como o psicólogo escolar pode atuar na formação de professores frente à demanda da agressividade no contexto da Educação Infantil. Para isto, realizou-se pesquisa bibliográfica a partir da revisão de literatura e sistemática. Ao fim, a partir dos resultados, considera-se que o professor exerce função de socialização na escola, além da sua prática docente. No entanto, muitos desses profissionais não têm uma formação que os ajude a entender a potencialidade do seu trabalho. Neste sentido, os saberes do psicólogo escolar são importantes ferramentas de mediação para auxiliar os professores lidarem com a agressividade das crianças vividas no contexto escolar.

Biografia do Autor

Sandralea Gonçalves Moura

Psicóloga - Fateci

Marília Maia Lincoln Barreira

Doutoranda e Mestra em Psicologia. Psicóloga e Psicopedagoga. Faculdade Maurício de Nassau.

Downloads

Publicado

2018-02-02

Como Citar

Moura, S. G., & Barreira, M. M. L. (2018). Agressividade infantil no contexto escolar: contribuições do psicólogo para a formação de professores. Revista De Humanidades, 32(2), 236–249. https://doi.org/10.5020/23180714.2017.32.2.236-249

Edição

Seção

Artigos