Vocativo Gírio em redes sociais: footing e interação

Flavio Biasutti Valadares, Thamires Rodrigues Gomes

Resumo


O artigo aborda as relações entre footing e vocativo nas interações cujos usos são feitos por meio de gírias, nas redes sociais Twitter e Facebook. Objetiva analisar gírias em posição de vocativo e situar o alinhamento relativo à opção deste tipo de chamamento nas interações horizontalizadas. Embasa-se na Sociolinguística Interacional, por meio do escopo teórico de Gumperz (1982) e de Goffman (1967, 1974, 1979, 2002[1981]), assim como nos pressupostos conceituais de gírias, Preti (1984, 2000); além disso, utiliza, em específico, a conceituação de footing alçada por Goffman (1979), com vistas à verificação do enquadramento interacional pretendido pelo interactante ao lançar mão de um vocativo com a escolha de uma gíria para tal. Como procedimento metodológico, adota a recolha de gírias em posição de vocativo nas redes sociais Twitter e Facebook. Conclui que o vocativo gírio contempla alinhamentos/enquadramentos que remetem a um comportamento que visa à interação em caráter específico quando o interlocutor compõe um mesmo grupo fechado, consolidando a noção conceitual de gíria.

Palavras-chave


Sociolinguística Interacional. Footing. Vocativo. Gíria.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180714.2018.8056

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista de Humanidades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0714

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia