O símbolo que surge com o Pai

Pedro Teixeira Castilho

Resumo


Este artigo propõe o retorno de Lacan à Freud no que concerne à experiência de morte pela palavra. A partir do texto fundante de Lacan: O discurso de Roma, o autor demonstra que Lacan vincula a construção freudiana do desejo de morte do Pai à experiência da palavra. A gênese do recalque estaria vinculada à fixação do significante no surgimento do enfans. Para tanto demonstra-se que o significante, a partir da teoria da linguagem, é de presença e ausência. Isso quer dizer que o funcionamento do significante traz como desdobramento o sujeito que crê em suas paixões. As paixões de amor, do ódio e da ignorância são a tradução do jogo do significante. Isso leva o autor a concluir que o sujeito de crença seria a manifestação destas paixões.

Texto completo:

PDF PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia