Entre o cordel e o Pau-Brasil: uma metáfora diacro-sincrônica do Brasil

John Rex Amuzu Gadzekpo

Resumo


Ao longo do percurso duma viagem de pesquisa, principalmente pelo Nordeste brasileiro, sobre o desafio – o aspecto satírico e dialogado do cordel brasileiro – vários aspectos da civilização brasileira são repertoriados e comentados, na medida em que vêm surgindo nas descobertas bibliográficas dessa pesquisa e de assuntos relacionados (notadamente a literatura e cultura afrobrasileiras), em certas instituições e na própria paisagem humana e natural. Tomando como ponto de partida uma metáfora ancorada nas características do pau-brasil, a avaliação da situação do cordel, assim como as observações e análises da conjuntura socioeconômica brasileira são discutidas à luz do paradigma de um relacionamento simbiótico postulado na dita metáfora. Trata-se, pois, duma tentativa da (re)interpretação pluralista e holística do Brasil, na qual uma viagem sincrônica induz à corolária viagem diacrônica por veredas (quase perdidas) da história do Brasil, convidando a um repensar e uma reavaliação de vários aspectos (inclusive literários) das vigentes estratégias, orientações e políticas da identidade e formação da sociedade brasileira. Palavras-chave: civilização, historiografia, identidade,literatura de cordel, pau-brasil

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia