Os Cursos de Psicologia de Minas Gerais e a presença da Psicanálise na disciplina Psicopatologia

Ilka Franco Ferrari

Resumo


Este trabalho é resultado da análise dos planos de ensino e das ementas de disciplinas que privilegiam o estudo da Psicopatologia nos cursos de Psicologia do estado de Minas Gerais. O interesse recai sobre a existência de conteúdos psicanalíticos nessas disciplinas, bem como na forma como os mesmos são desenvolvidos, nos 42 cursos de Psicologia deste estado. A forte presença da Psicanálise na rede pública e, também, em vários cursos universitários de Minas não passa desapercebida. Entre elogios e críticas, esse acontecimento tem encontrado compreensão à luz da peculiar participação dos “mineiros” na Reforma Psiquiátrica, já que buscaram destacar o conceito de cidadania e a clínica do sujeito, enlaçando a psiquiatria, a psicanálise e a dimensão sociopolítica, em complexa elaboração das idéias de Pinel e Kraepelin, Freud e Lacan, Foucault e Basaglia. Não se pode ignorar, todavia, que o próprio Freud via a psicanálise como o começo de uma nova psicopatologia, fundamental e indispensável para a compreensão do normal, e não como uma ciência auxiliar da psicopatologia. É evidente, ainda, que Lacan começa seu ensino a partir das contribuições do estruturalismo, leva a hipótese estrutural até suas últimas conseqüências, mas, a partir dos anos 1970, em seu último ensino, faz mudanças significativas em sua proposta clínica. Parte de uma pesquisa mais ampla sobre “psicopatologia e psicanálise”, este estudo coloca em discussão o que tem acontecido nesse campo de conhecimento e traz a contribuição de importantes psicanalistas sobre o tema, favorecendo a reflexão sobre a formação acadêmica desse profissional do século XXI, século que escancara novas formas de mal-estar na cultura. Palavras-chave: Psicanálise; psicopatologia; cursos de Psicologia; Minas Gerais; Universidade.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia