Problematizações feministas à obra de Michel Foucault

Martha Narvaz, Henrique Caetano Nardi

Resumo


Este trabalho propõe-se a problematizar alguns aspectos da obra de Michel Foucault a partir do diálogo – mutuamente enriquecedor– entre Foucault e os estudos feministas. Mantidas as diferenças e as tensões que lhes são constitutivas, acreditamos que as feministas podem operar, a partir das ferramentas conceituais desenvolvidas por Foucault, na desconstrução dos discursos hegemônicos acerca dos sexos e dos gêneros, tanto quanto os foucaultianos podem igualmente enriquecer suas análises através da incorporação das problematizações feministas às suas reflexões. Inicialmente, destacamos algumas convergências entre Foucault e o feminismo, em especial no que se refere às questões da ética, da liberdade, do poder, da crítica à razão ocidental e à teoria universalizante do sujeito. A seguir, apontamos algumas áreas problemáticas na obra de Foucault, entre elas a omissão dos aspectos de gênero e da erótica feminina em seus escritos. Ao final, discutimos as implicações da recuperação de Foucault do modelo de relações da Grécia Antiga, androcêntrico, desigualitário e hierárquico, na busca por modos de subjetivação sustentados em uma ética construída em torno da prática reflexiva da liberdade e de uma nova estética da existência. Palavras-chave: feminismo, estudos feministas, gênero, Michel Foucault, perspectivas androcêntricas. Abstract This

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia