O sofrimento psíquico no puerpério: um estudo psicossociológico

Evelyn Rúbia de Albuquerque Saraiva, Maria da Penha de Lima Coutinho

Resumo


Este estudo baseou-se na Teoria das Representações Sociais, buscando apreender o senso comum acerca da depressão pósparto e da experiência materna, elaborado pelas puérperas com sintomatologia depressiva. Trata-se de uma pesquisa descritiva, realizada em um serviço público de saúde da cidade de João Pessoa, na Paraíba. A amostra foi constituída por 20 mães com sintomatologia depressiva, avaliada pela Escala de Edinburgh, instrumento para rastreamento da depressão pós-parto. As participantes submeteram-se a uma entrevista em profundidade, cujos registros, após gravados e transcritos, foram tratados pela Análise de Conteúdo Temático. As mães ancoraram as representações sociais da depressão puerperal nos seus fatores desencadeantes, objetivados nas adversidades socioeconômicas e nas conflituosas relações sociais familiares e amorosas. A maternidade foi ancorada nas experiências vivenciadas no puerpério, objetivadas na ambivalência psicoafetiva, na sobrecarga advinda com o cuidar do bebê e da família, nas mudanças na identidade feminina e nas expectativas futuras em relação à vida familiar. Encarado sob um ponto de vista psicossociológico, este estudo possibilitou a compreensão de como a mãe puérpera deprimida se sente em relação a si e como pensa a respeito dos eventos da vida cotidiana, da sua experiência materna e do seu ambiente social. Os resultados sugerem a necessidade de elaboração de programas diferenciados de políticas públicas de saúde coletiva voltados para a comunidade feminina durante sua fase reprodutiva, de modo a dar visibilidade e tratamento ao sofrimento psíquico presente no ciclo gravídico-puerperal. Palavras-chave: sofrimento psíquico,

Texto completo:

PDF PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia