Experiências Estético-terapêuticas em Terapia Ocupacional: Um Relato de Experiência

Meire Luci da Silva, Thais Munholi Raccioni, Késia Maria Maximiano de Melo

Resumo


Este trabalho objetivou relatar a experiência do uso das oficinas artísticas como recurso terapêutico ocupacional junto a usuários do Serviço Residencial Terapêutico (SRT) do interior de São Paulo. Terapia Ocupacional e a Arte foram os principais recursos das intervenções, devido aos potenciais de objetivar e promover ao sujeito o distanciamento do cotidiano e, assim provocar reflexões acerca desta. Foram realizadas 20 oficinas artísticas, que ocorreram semanalmente no período de 6 meses, possibilitando aos participantes descobertas de potencialidades até então desconhecidas, facilitando o desenvolvimento de estratégias de enfrentamento frente as consequências da institucionalização, impulsionando os sujeitos participantes a se colocarem como protagonistas de suas próprias histórias. Arte e Terapia Ocupacional reafirmam-se como espaço de reprodução, experimentação e reinvenção de modos de vida.

Palavras-chave


Desinstitucionalização; Oficinas Terapêuticas; Artes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23590777.15.3.467-471

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia