Dois Paradigmas da Psicose no Ensino de Lacan

Flávia Costa Tótoli, Cristina Moreira Marcos

Resumo


Neste artigo, trata-se de situar o conceito de psicose a partir de dois paradigmas: o paradigma Schreber, no Seminário 3 (1955-1956) e no texto De uma questão preliminar (1958) – no qual temos uma psicose francamente desencadeada; e o paradigma Joyce, no Seminário 23 (1975-1976) – no qual Lacan deduz uma estrutura psicótica, sem desencadeamento. Podemos dizer que há uma primeira clínica no começo do ensino de Lacan que se pauta nas estruturas: neurose, psicose e perversão. O primeiro Lacan formalizou o inconsciente baseado no conceito saussuriano do signo e elaborou os conceitos de Nome-do-Pai e metáfora paterna enunciando seu axioma fundamental: o inconsciente é estruturado como linguagem. A segunda fase do ensino de Lacan é considerada por Jacques-Alain Miller como uma fase de transição, pois ele subverte o Nome-do-Pai por uma pluralização e considera a operação de recalcamento não mais como atribuída à interdição paterna, mas à ação da linguagem. Lacan, na conclusão do Seminário 10 (1962-1963), destaca então o fim do Nome-do-Pai, substituindo-o por sua pluralização, os Nomes-do-Pai. A partir do paradigma Joyce, temos uma outra perspectiva da psicose, abordada sob o viés do sinthoma. A partir daí, podemos pensar em múltiplas soluções encontradas pelo sujeito para lidar com sua psicose. A teoria lacaniana dos nós nos permite abordar a singularidade das soluções inventadas pelos sujeitos através da amarração única que cada um faz dos três registros: o real, o simbólico e o imaginário.

Palavras-chave


psicose; schreber; Joyce; desencadeamento; suplência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23590777.14.2.257-265

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia