Dois discursos de Freud sobre a religião

Karla Daniele de Sá Araújo Maciel, Zeferino de Jesus Barbosa Rocha

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar, nas suas linhas essenciais, dois discursos utilizados por Freud na interpretação do fenômeno religioso. O primeiro é inspirado na ideologia iluminista, que dominou o mundo acadêmico alemão na segunda metade do século XIX e tem uma tonalidade nitidamente cientificista; o outro interpreta, sob a perspectiva da teoria psicanalítica, as motivações psíquicas da experiência religiosa, principalmente no que se refere aos exercícios religiosos, à psicogênese do fenômeno religioso e à natureza ilusória da experiência religiosa. Na dinâmica de um pensamento dialético, os dois discursos de Freud ajudam-nos a melhor compreender a sua posição ambivalente diante da religião.

Palavras-chave


Freud, psicanálise, religião, discurso cientificista, discurso analítico.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia