Pesquisas narrativo-dialógicas no contexto de conflito com a lei: considerações sobre uma entrevista com jovem autora de infração

Idilva Germano, Letícia Leite Bessa

Resumo


Neste trabalho discutimos as concepções de dialogismo e polifonia desenvolvidas por Bakhtin no campo literário, bem como formulações inspiradas em suas reflexões, aplicadas ao campo da pesquisa em ciências humanas, especialmente na psicologia. O objetivo é esboçar a perspectiva dialógica no campo do romance polifônico (Bakhtin, 1936/2008) e no contexto dos estudos do self e da identidade narrativa (Hermans, 1996, 2001), discutindo suas implicações para a compreensão da narrativa autobiográfica produzida por uma jovem egressa de medida sócio-educativa. A partir da análise do relato, identificamos os efeitos de sentido produzidos na interação entre pesquisadora e entrevistada, bem como o repertório de posições pessoais da narradora. Observou-se que o emprego da Entrevista Narrativa (Schütze, 1992), em que se recomenda ao entrevistador não fazer perguntas diretivas, criou uma situação de intercâmbio simultaneamente cooperativo e conflituoso, cujo processo pode ser entendido à luz das formulações dialógicas. Como espaço intersubjetivo assimétrico, o processo da entrevista tornou visíveis as estratégias de enfrentamento e negociação do poder entre as partes; a jovem protestou contra as regras da entrevista, solicitou perguntas mais explícitas e sugeriu alterações nas regras, insistindo no modelo convencional de entrevista. Compondo o espaço de interação da entrevista, observaram-se os macro-contextos que marcaram a narração: vozes doutrinárias das instituições voltadas para autores de infração, vozes da família, vozes auto-afirmativas dos pares de delinqüência, vozes de auto-afirmação e de autocensura entre outras. Em termos da construção narrativa do self, o relato da entrevistada revelou as contradições e incoerências entre posições do “eu” ao longo da interação. No modo como se apresentou, ressoam as vozes pessoais e coletivas de parentes, juízes, assistentes sociais, psicólogos e outras personagens com as quais dialogou no trabalho de dar-se a conhecer à sua ouvinte e a si mesma.

Palavras-chave


Dialogismo. Polifonia. Self dialógico. Entrevista. Jovens autores de infração.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia