A Avaliação Psicológica, Psicopatologia e as Psicoterapias na Formação do Profissional de Saúde para o SUS: um estudo dos currículos dos cursos de Psicologia

Autores

  • Neuza Maria de Fátima Guareschi Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Gisele Dhein
  • Thais Bennemann
  • Denise Santos Marchy

Palavras-chave:

Graduação em Psicologia. Formação de Profissionais de Saúde. Processos de Subjetivação. Políticas de Saúde. SUS.

Resumo

Este artigo é resultado de uma pesquisa que teve como objetivo visibilizar de que forma os currículos de cursos de Psicologia do estado do Rio Grande do Sul estão apresentando indicativos de movimento para formar profissionais da saúde para o SUS. Este trabalho foi desenvolvido a partir da análise dos programas das disciplinas, destacando e discutindo os direcionamentos tomados pelas ementas, conteúdos e bibliografias e adotando como balizadores os princípios e diretrizes presentes nas políticas de saúde do SUS. O trabalho toma como foco em especial o estudo das disciplinas direcionadas para os conteúdos de Avaliação Psicológica, Psicopatologia e Psicoterapia. Para o desenvolvimento dessa discussão analisamos a entrada da Psicologia na área da saúde coletiva e as contribuições desta para a construção da nova política de saúde através da formação acadêmica. Essa discussão é pautada pelas principais ferramentas e conceitos teóricos discutidos na área da saúde coletiva, tais como a ampliação do conceito de saúde, o princípio da integralidade, a política de humanização e a perspectiva do cuidado integral na atenção à saúde. A partir da análise que realizamos, apontamos para a necessidade de problematizar a construção do sujeito psicólogo, que profissional da saúde que os currículos de Psicologia vêm produzindo, e os efeitos que podem vir a operar no cotidiano dos serviços de saúde.

Downloads

Publicado

25.05.2016

Edição

Seção

Artigos