O Psicólogo na Saúde Mental: Sobre uma Experiência de Estágio em um Centro de Atenção Psicossocial

Michele dos Santos Ramos Lewis, Claudia Maria de Sousa Palma

Resumo


Neste trabalho, propomos uma reflexão sobre as práticas atuais em saúde mental no Brasil a partir de uma experiência de estágio curricular em Psicologia, desenvolvido em um Centro de Atenção Psicossocial, responsável pela assistência oferecida aos pacientes adultos em sofri-mento psíquico grave. Iniciamos com um breve panorama do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) a partir de sua instauração para, em seguida, situarmos nossa experiência em um deles, a fim de apresentar as vicissitudes da clínica psicológica e as reflexões por elas suscitadas. Esta experiência, por sua vez, nos permitiu uma visada crítica em relação ao trabalho em saúde mental, especialmente no tocante aos aspectos irrefletidos que acabam, pela repetição, tornando-se rotineiros. Tal visada acaba por destacar pontos nodais para se pensar a Reforma Psiquiátrica Brasileira e a inserção do psicólogo, como: a ainda não superada dicotomia entre clínica e política que promove intervenções desarticuladas; o desconhecimento dos profissionais diante de um sofrimento que se apresenta severo e persistente – o que acaba por alimentar a reprodução de um modelo clínico a ser ultrapassado; a burocracia que impede ou dificulta soluções; a insuspeitada vigência do paradigma manicomial nos serviços substitutivos ao modelo hospitalocêntrico.

Palavras-chave


Centro de Atenção Psicossocial, reforma psiquiátrica, saúde mental, psicaná-lise, clínica ampliada.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia