Lugar-Escola: Espaços Educativos

Eliane Cristina Gallo Aquinord, Elisabeth Adorno de Araujo

Resumo


Este artigo apresenta os debates entre autores que avaliam o ambiente físico de instituições educativas, sua ocupação e, principalmente, a relação entre esses espaços e a aprendizagem dos alunos na escola. Nesse sentido, discorre sobre a relevância do meio físico para os alunos e professores durante o processo de ensino e aprendizagem nos espaços escolares. Assim sendo, o objeto de questionamento é a importância do espaço físico para o ato de ensino, visando a aprendizagem dos alunos. Existem lacunas na ciência pedagógica para o uso desses espaços, as quais resultam em perda de qualidade da aprendizagem quando não há uma apropriação adequada dos espaços escolares, devido à má orientação inicial dos projetos de arquitetura escolar estabelecidos pelo antigo paradigma de utilização das salas de aula. Os professores, a sociedade e a comunidade escolar ainda não estão preparados para visualizar novas possibilidades de usos para os ambientes escolares. A conclusão é que se deve reivindicar, junto aos gestores educacionais, a composição de uma nova arquitetura escolar planejada em conjunto com a comunidade, docentes e alunos para transformar esses espaços em lugares efetivos e colaborativos de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave


Espaço escolar, Arquitetura, Lugares, Aprendizagem, Ensino.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia