O Analista Gestor

Mônica Eulália Silva

Resumo


Esta pesquisa investiga em que medida a prática de um analista de orientação lacaniana que ocupa o lugar de gestor no campo público da saúde mental implica ou não em renunciar à psicanálise. Um dos objetivos deste estudo foi contribuir para estabelecer a relação possível entre a prática da psicanálise aplicada de orientação lacaniana e o campo das políticas públicas de saúde. Trata-se de um tema muito pouco estudado no campo lacaniano, apesar de ser cada vez maior o número de psicanalistas que ocupam cargos de gestores nos campos da saúde mental, da educação, da assistência social e dos meios jurídicos. O método utilizado para subsidiar tal estudo foi o da Teoria dos Discursos, formulada por Jacques Lacan em seu "Seminário 17 - O avesso da psicanálise". A partir da articulação entre o discurso do mestre, representando o campo da política, e o discurso do analista, como sendo a própria prática clínica, enfatizou-se a relação entre os aspectos referentes ao lugar e às funções desempenhadas no campo da gestão pública. Essas reflexões serviram de base para a formalização do conceito de "analista gestor".

Palavras-chave


Psicanálise, Gestão, Discurso, Analista, Política

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia