Arte e Mediação Terapêutica: Sobre um Dispositivo com Adolescentes na Clínica- Escola

Maria Celina Peixoto Lima, Karla Patrícia Holanda Martins, Lorenna Pinheiro Rocha, Paulo Alves Parente Jr, Iane Pinto de Castro, Nara Morais Pinheiro, Mariana Domingues

Resumo


Pretende-se, no presente artigo, apresentar os resultados da pesquisa/ intervenção “Arte e mediação terapêutica: sobre um dispositivo com adolescentes na clínica-escola”. Ao longo de vinte e quatro meses, oito adolescentes entre 12 e 18 anos, inscritos nos Serviços de Psicologia Aplicada e de Terapia Ocupacional da Universidade de Fortaleza, foram acompanhados em oficinas semanais de artes plásticas, coordenadas por estagiários dos dois cursos e monitores do curso de Belas Artes. O grupo de jovens apresentava graves impasses no campo da aprendizagem escolar. O trabalho de intervenção objetivou, principalmente, a construção de um dispositivo clínico interdisciplinar, com privilégio da mediação terapêutica da arte, levando em conta as especificidades da problemática adolescente, em especial, aquelas relativas à transferência. Nesse sentido, o dispositivo funcionou inspirado em trabalhos institucionais já conhecidos no campo psicanalítico, como a “prática entre vários”. Os resultados apontaram que a transferência, nessa modalidade de intervenção, permite a negociação com algumas formas de movimento transferencial que frequentemente se apresentam na clínica psicanalítica com adolescentes. Simultaneamente, o uso da arte pode ser considerado um mediador terapêutico capaz de respeitar essas particularidades, além de promover estratégias representativas do movimento de separação dos laços primários em direção aos laços de sociabilidade ampliada. Através de uma experiência compartilhada de “re-criação”, a travessia do um ao Outro possibilita novas aberturas ao ato de aprender.

Palavras-chave


Saúde mental, Adolescência, Dispositivo clínico-institucional, Transferência, Arte.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia