Relato de Experiência da Aproximação do CREPOP-RS ao Meio Acadêmico: Formação em Psicologia e Políticas Públicas

Samantha Torres, Daniel Dall'Igna Ecker

Resumo


Este relato de experiência discute o desenvolvimento de um projeto-piloto de aproximação do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP), do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul (CRP/RS), ao meio acadêmico. A aproximação objetivou fomentar a discussão sobre a formação em psicologia e as políticas públicas junto a estudantes e professores de graduação de duas universidades do estado do Rio Grande do Sul. O projeto foi executado em duas etapas: encontro com os estudantes inseridos em estágios e discussão sobre a temática seguida da sistematização dos dados obtidos; debate dos dados sistematizados com os professores que compõem o corpo docente do curso de psicologia de cada instituição. A partir dos resultados foi possível organizar os relatos dos estudantes nas seguintes categorias: 1) Presença da temática na formação; 2) Espaços de prática profissional; 3) Formação crítica; 4) Interdisciplinaridade; 5) Qualificação do corpo docente; 6) Atuação política; 7) Protagonismo estudantil. Por fim, avaliamos o projeto-piloto como um espaço potente de reflexão sobre a interface entre a formação em psicologia e as políticas públicas.

Palavras-chave


CREPOP; formação do psicólogo; políticas públicas; relato de experiência

Texto completo:

PDF/A

Referências


Benevides, R. (2005). A Psicologia e o Sistema Único de Saúde: Quais as interfaces? Psicologia & Sociedade; 17(2), 21-25.

Bock, A. M. B. (1997). Formação do psicólogo: Um debate a partir do significado do fenômeno psicológico. Psicologia: ciência e profissão, 17(2), 37-42.

Botomé, S. P. (1996). Pesquisa alienada e ensino alienante. Florianópolis: Vozes.

Conselho Nacional de Saúde. (2005). Resolução CNS n° 350/2005. (Link)

Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul (CRP/RS). (2013). CREPOP. Porto Alegre. (Link)

Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Brasília: Senado. (Link)

Couto, C. G., & Arantes, R. B. (2006). Constituição, governo e democracia no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 21(61), 41-62.

Dimenstein, M. (2001). O psicólogo e o compromisso social no contexto da saúde coletiva. Psicologia em Estudo, Maringá, 6(2), 57-63.

Guareschi, N. M. de F., Bennemann, T., Dhein, G., Reis, C., & Machry D. S. (2010). Currículo de Psicologia, a Psicologia Social e a Formação para a Saúde Coletiva. Revista Psicologia e Saúde, 2(2), 1-11.

Guareschi, N. M. F., Reis, C. dos, Ecker, D. D., & Machry, D. S. (2014). Formação em psicologia: O princípio da integralidade e a teoria da autopoiese. Revista Psicologia e Saúde, 6(1), 18-27.

Hüning, S M., & Guareschi, N. M. de F. (2005). O que estamos construindo: Especialidades ou especialismos? Psicologia & Sociedade, 17(1), 17-28.

Machado, M. de F., Monteiro, E. M., Queiroz, D., Vieira, N. F. C., & Barroso, M. G. T. (2007). Integralidade, formação de saúde, educação em saúde e as propostas do SUS - uma revisão conceitual. Ciência & Saúde Coletiva, 12(2), 335-342.

Ministério da Educação e Cultura. (2011). Instituições credenciadas. Diário Oficial da União, Brasília. (Link)

Reis, C., & Guareschi, N. M. de F. (2010). Encontros e desencontros entre Psicologia e Política: Formando, deformando e transformando profissionais de saúde. Psicologia: Ciência e profissão, 30(4), 854-867.

Scarcelli, I. R., & Junqueira, V. (2011). O SUS como desafio para a formação em Psicologia. Psicologia Ciência e Profissão, 31(2), 340-357.

Scarparo, H., & Guareschi, N. (2007). Psicologia Social Comunitária e Formação Profissional. Psicologia & Sociedade, 19(2), 100-108.

Scarparo, H. B. K., Torres, S., & Ecker, D. D. (2014). Psicologia e ditadura civil-militar: Reflexões sobre práticas psicológicas frente às violências de estado. Revista EPOS, 5(1), 57-78.

Spink, M. J. (2003). Psicologia social e saúde: Práticas, saberes e sentidos. Petrópolis, RJ: Vozes.

Simões, S. H. B., Rocha, R. de M., Oliveira, R. de C. A., & Lara, M. R. de. (2009). Jovens urbanos: Ações estético-culturais e novas práticas políticas. Revista Latinoamericana ciências sociales, niñez y juventud, 7(2), 375-392.

Yamamoto, O. H., & Oliveira, I. F. de. (2010). Política Social e Psicologia: Uma trajetória de 25 anos. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 26(spe), 9-24. (Link)




DOI: https://doi.org/10.5020/23590777.16.3.121-132

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia