O Resgate da Narrativa na Cultura Digital: A Conversação Psicanalítica com Adolescentes na Escola

Daniela Teixeira Dutra Viola, Nádia Laguárdia de Lima, Márcio Rimet Nobre

Resumo


Este artigo examina a conversação psicanalítica e seu lugar no Outro contemporâneo a partir da experiência de um projeto de pesquisa e extensão com grupos de adolescentes em escolas. Apresenta-se um extrato de conversação a fim de demonstrar a instalação de um espaço de transmissão de narrativas que produz efeitos subjetivos nos participantes. Investiga-se como esse dispositivo opera num mundo em que as faculdades de narrar e de escutar estão enfraquecidas. Nesse sentido, propõe-se um diálogo da psicanálise de orientação lacaniana com o pensamento filosófico de Walter Benjamin e suas considerações sobre a transmissão da experiência e também com outros autores da filosofia e das ciências sociais que abordam as mutações discursivas desde a modernidade à hipermodernidade.

Palavras-chave


psicanálise; conversação; transmissão; adolescência; escola.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Ariès, P. (1981). História social da criança e da família (D. Flaksman, Trad.). Rio de Janeiro: LTC.

Bauman, Z. (1998). O Mal-estar da pós-modernidade (M. Gama & C. Gama, Trads.). Rio de Janeiro: Zahar.

Bauman, Z. (2001). Modernidade Líquida (P. Dentzien, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar.

Bauman, Z. (2007). Vida Líquida (C. A. Medeiros, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar.

Benjamin, W. (2016). Experiência e pobreza. In W. Benjamin, Magia, técnica, arte e política: Obras escolhidas I (pp. 123-128). São Paulo: Brasiliense. (Originalmente publicado em 1933)

Benjamin, W. (2016). O Narrador. In W. Benjamin, Magia, técnica, arte e política: Obras escolhidas I (pp.213-240). São Paulo: Brasiliense. (Originalmente publicado em 1936)

Deleuze, G. (1992). Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In G. Deleuze, Conversações: 1972-1990 (pp. 219-226). Rio de Janeiro: Editora 34.

Diniz, M., Torres, M. A., Itaboray, C., & Machado, T. (2010). A conversação e a intervenção sobre o mal-estar docente e o abuso sexual infantil. In Laboratório de Estudos e Pesquisas Psicanalíticas e Educacionais sobre a infância USP (org.), Anais do encontro, VIII Colóquio Internacional do LEPSI: O declínio dos saberes e o mercado do gozo. São Paulo: USP. http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000032010000100040&lng=en&nrm=abn

Dunker, C. I. (2015). Mal-estar, sofrimento e sintoma: Uma psicopatologia do Brasil entre muros. São Paulo: Boitempo.

Foucault, M. (2011). Vigiar e punir: Nascimento da prisão (39a ed., R. Ramalhete, Trad.). Petrópolis, RJ: Vozes. (Originalmente publicado em1975)

Foucault, M. (1988). História da sexualidade 1: A vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal. (Originalmente publicado em 1976)

Freud, S. (1996). Contribuições para uma discussão acerca do suicídio. In S. Freud, Cinco lições de psicanálise, Leonardo da Vinci e outros trabalhos (J. Salomão, Trad., Vol. 11, pp. 243-244). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1910)

Freud, S. (2011). Psicologia das massas e análise do eu. In S. Freud, Psicologia das massas e análise do eu e outros textos (P. C. de Souza, Trad., Vol. 15, pp. 13-113). São Paulo: Companhia das Letras. (Originalmente publicado em 1921)

Freud, S. (2010). O mal-estar na civilização. In S. Freud, O mal-estar na civilização: Novas conferências introdutórias à psicanálise e outros textos (P. C. de Souza, Trad., Vol. 18, pp. 113-123). São Paulo: Companhia das Letras. (Originalmente publicado em 1930)

Gere, C. (2008). Digital culture (2a ed.) Londres: Reaktion Books.

Gorostiza, L. (2012). Pienso, luego se Goza. El Cuerpo y los gozos en los confines de lo simbólico. El Psicoanálisis - Revista de la Escuela Lacaniana de Psicoanálisis, (21).

Gurski, R., & Pereira, M. R. (2016). A experiência e o tempo na passagem da adolescência contemporânea. Psicologia USP, 27(3), 429-440. DOI: 10.1590/0103-656420150005

Kehl, M. R. (2004). A juventude como sintoma da cultura. http://pt.scribd.com/doc/166494178/A-Juventude-Como-Sintoma-Da-Cultura#scribd

Lacadée, P. (2000). Da norma da conversação ao detalhe da conversação. In P. Lacadée & F. Monier (Orgs.), Le pari de la conversation. Paris: Institut du Champs Freudien.

Lacan, J. (2005). O seminário, livro 10: A angústia (V. Ribeiro, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar. (Originalmente publicado em 1962-1963)

Lacan, J. (2008). O Seminário, livro 16: De um outro ao outro (V. Ribeiro, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar. (Originalmente publicado em1968-1969)

Lacan, J. (1992). O Seminário, livro 17: O avesso da psicanálise (A. Roitman, trad.). Rio de Janeiro: Zahar. (Originalmente publicado em 1969-1970)

Lacan, J. (2003). Radiofonia. In J. Lacan, Outros escritos (V. Ribeiro, Trad., pp. 400-447). Rio de Janeiro: Zahar. (Originalmente publicado em 1970)

Lacan, J. (1975). O Seminário, livro 22: R.S.I. Obra não publicada comercialmente. Foi utilizada a versão para circulação interna da Association Freudienne Internationale. (Originalmente publicado em 1974)

Le Breton, D. (2013). Une brève histoire de l’adolescence. Paris: J.-C Béhar.

Lesourd, S. (2004). A construção adolescente no laço social (L. Magalhães, Trad.). Petrópolis, RJ: Vozes.

Lima, N. L., Barcelos, N. S., Berni, J. T., Casula, K. A., Ferreira, L. P. M., Figueiredo, R. F., ... Otoni, M. S. (2015). Psicanálise, educação e redes sociais virtuais: Escutando os adolescentes na escola. Revista Estilos da Clínica, 20(3), 421-440. http://pepsic.bvsalud.org/pdf/estic/v20n3/a05v20n3.pdf

Lima, N. L., & Coelho dos Santos, T. (2016). O crescimento da exposição ao real traumático na adolescência: Declínio do pudor no imaginário contemporâneo. Trauma e suas vicissitudes. Cadernos de Psicanálise, 31(34), 265-284. https://spcrj.org.br/pdf/2015.pdf

Lima, N. L., Viola, D. T. D., Nobre, M. R., Berni, J. T., Lisita, H. G., Kelles, N. F., & Teixeira, L. H. C. (2016). Adolescência e saber no contexto das tecnologias digitais: Há transmissão possível? Revista aSEPHallus, 11(21), 42-65.

Lipovetsky, G. (2004). Os tempos hipermodernos. In G. Lipovetsky & S. Charles, Os tempos hipermodernos (M. Vilela, Trad., pp.49-126). São Paulo: Barcarolla.

Lo Bianco, A. C., Costa-Moura, F., & Solberg, M. C. (2010). A psicanálise e as narrativas modernas: A transmissão em questão. Psicologia Clínica, 22(2), 17-25.

Marx, K. (1980). O capital (R. Sant’Anna, Trad.). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. (Originalmente publicado em 1890)

Miller, J.-A. 1997). Os casos raros, inclassificáveis da clínica psicanalítica: A Conversação de Arcachon. São Paulo: Biblioteca Freudiana Brasileira, 1998.

Miller, J.-A. (2003). La experiencia de lo real en la cura psicoanalítica. Paidós: Buenos Aires.

Santiago, A. L. (2008). O mal-estar na educação e a conversação como metodologia de pesquisa intervenção na área de psicanálise e educação. In L. R. Castro & V. L. Besset. (orgs.), Pesquisa-intervenção na infância e adolescência (p. 113-131). Rio de Janeiro: NAU Editora /FAPERJ.

Santiago A. L., & Assis, R. M. (2015). O que esse menino tem? Sobre alunos que não aprendem e a intervenção da psicanálise na escola. Belo Horizonte: Sintoma.

Sibilia, P. (2012). A escola no mundo hiperconectado: Redes em vez de muros? Matrizes, 5(2), 195-211.

Stevens, A. (2004). Adolescência, sintoma da puberdade: Clínica do contemporâneo. Curinga, 20, 27-39.

Turkle, S. (2015). Reclaiming conversation: The power of talk in a digital age. New York: Penguin.

Vieira, M. A. (2005). O mal-estar na civilização entre desejo e gozo. Afreudite: Revista lusófona de psicanálise pura e aplicada, 1(1). https://revistas.ulusofona.pt/index.php/afreudite/article/view/820

Viola, D. T. D. (2016). O momento-limite conceitual: Um estudo sobre as implicações sociais e subjetivas do saber na passagem adolescente [Tese]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais.

Vorcaro, A. M. R. (2004). Seria a toxicomania um sintoma social? Mental, 2(3). http://pepsic.bvsalud.org/pdf/mental/v2n3/v2n3a06.pdf




DOI: https://doi.org/10.5020/23590777.rs.v20i1.e8031

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Subjetividades, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2359-0777

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia