O Fenômeno da Intersubjetividade na Relação Psicoterapêutica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5020/23590777.rs.v21iEsp1.e9445

Palavras-chave:

psicologia clínica, abordagem centrada na pessoa, psicoterapia, intersubjetividade, fenomenologia.

Resumo

Este artigo apresenta uma investigação teórica sobre a constituição do fenômeno da intersubjetividade, considerado como uma passagem do eu ao outro, a partir dos princípios da antropologia fenomenológica de Edmund Husserl. É discutida, também, a relevante contribuição da filósofa e psicóloga alemã Edith Stein, discípula de Husserl, sobre a experiência empática. O conceito desenvolvido por Stein sobre a empatia fenomenológica, que pode ser traduzida, também, como “intropatia” ou “entropatia”, possibilita um olhar sui generis acerca do encontro com o outro. A qualidade desse encontro é de suma importância quando consideramos a relação entre psicoterapeuta e cliente no contexto da clínica psicológica humanista, orientada pelos princípios da abordagem centrada na pessoa, desenvolvida pelo psicólogo norte americano Carl Rogers. As implicações entre subjetividade e intersubjetividade são analisadas num movimento de interlocução criativa entre a filosofia fenomenológica e a psicologia clínica humanista, objetivando contribuir para uma aproximação entre dois campos que se afetam mutuamente ao se apropriarem da experiência humana a partir de ênfases complementares, estrutura universal e concretude singular.

Biografia do Autor

Gisella Mouta Fadda, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Psicóloga. Doutora e Mestra em Psicologia pela PUC-Campinas. Especialista em Psicoterapia Humanista/Fenomenológico/Existencial (FUMEC-BH) e, também, em Psicopatologia Fenomenológica (FCM/Santa Casa-SP).

Vera Engler Cury, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Psicóloga. Doutora em Saúde Mental pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Coordenadora do Programa Stricto Sensu em Psicologia na mesma Universidade.

Referências

Ales-Bello, A. (2004). Fenomenologia e ciências humanas: Psicologia, história e religião. Bauru, SP: EDUSC.

Ales-Bello, A. (2012). Coscienza io mondo. In A. Ales-Bello & P. Manganaro (Orgs.), … E la coscienza? Fenomenologia psicopatologia neuroscienze (pp. 101-240). Bari, Itália: Edizioni Giuseppe Laterza.

Ales-Bello, A. (2014a). “Intrapessoal” e “Interpessoal”: Linhas gerais de uma antropologia filosófico-fenomenológica. In J. Savian Filho (Org.), Empatia. Edmund Husserl e Edith Stein: Apresentações didáticas (pp. 9-28). São Paulo: Edições Loyola.

Ales-Bello, A. (2014b). Introduzione. In A. Ales Bello & M. P. Pellegrino (Orgs.), Edith Stein – Gerda Walther, incontri possibili: Empatia, telepatia, comunità, mística (pp. 11-30). Roma: Castelvecchi.

Ales-Bello, A. (2017). Introdução à fenomenologia. Belo Horizonte: SPES.

Bowen, M. C. V. B. (2004). Psicoterapia: O processo, o terapeuta, a aprendizagem. In A. Santos, C. Rogers, & M. Bowen (Orgs.), Quando fala o coração (2a ed., pp. 69-83). São Paulo: Vetor.

Coelho Júnior, A. G., & Barreira, C. R. A. (2018). Formação da personalidade autêntica e corporeidade à luz de Edith Stein. Psicologia USP, 29(3), 345-353. DOI: 10.1590/0103-656420180136

Costa, V. (2016). Introduzione. In E. Husserl, Lezioni sulla sintesi passiva (pp.5-33). Brescia, Itália: Editrice La Scuola. (Originalmente publicado em 1966)

Husserl, E. (2002a). Idee per una fenomenologia pura e per una filosofia fenomenologica (Vol. 1). Turim, Itália: Giulio Einaudi. (Originalmente publicado em 1950)

Husserl, E. (2002b). Idee per una fenomenologia pura e per una filosofia fenomenologica (Vol. 2). Turim, Itália: Giulio Einaudi. (Originalmente publicado em 1952)

Husserl, E. (2006) Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica: Introdução geral à fenomenologia pura. Aparecida, SP: Ideias & Letras. (Originalmente publicado em 1913)

Husserl, E. (2011). Sur l’intersubjectivité. Paris: Presses Universitaires France. (Originalmente publicado em 1973)

Husserl, E. (2012). A crise das ciências europeias e a fenomenologia transcendental: Uma introdução à filosofia fenomenológica. Rio de Janeiro: Forense Universitária. (Originalmente publicado em 1936)

Husserl, E. (2013). Meditações cartesianas & conferências de Paris. Rio de Janeiro: Forense Universitária. (Originalmente publicado em 1931)

Husserl, E. (2017). A criança. A primeira empatia. Revista da Abordagem Gestáltica, 23(3), 375-377. (Originalmente publicado em 1935)

Manganaro, P. (2014). Empatia. Pádova, Itália: Messaggero di Sant’Antonio.

Ranieri, L. P., & Barreira, C. R. A. (2012). A empatia como vivência. Memorandum, 23, 12-31. Link

Rogers, C. R. (1976). A relação interpessoal: O núcleo da orientação. In C. R. Rogers & B. Stevens (Eds.), De pessoa para pessoa: O problema de ser humano, uma nova tendência na psicologia (pp. 103-120). São Paulo: Pioneira.

Rogers, C. R. (1992). Terapia centrada no cliente. São Paulo: Martins Fontes.

Rogers, C. R. (1997). Tornar-se pessoa (5a ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Rogers, C. R. (2010). A equação do processo da psicoterapia. In J. K. Wood, M. L. Assumpção, M. A. Tassinari, M. Japur, M. Serra, & R. W. Rosenthal (Orgs.), Abordagem centrada na pessoa (5a ed., pp. 93-116). Vitória: EDUFES.

Rogers, C. R. (2012). Um jeito de ser. São Paulo: E.P.U

Rogers, C. R., & Rosenberg, R. L. (1977). A pessoa como centro. São Paulo: E.P.U.

Rogers, C. R., & Kinget, G. M. (1977). Psicoterapia e relações humanas (Vol. 1). Belo Horizonte: Interlivros.

Rogers, C. R., Wood, J. K., & O’Hara, M. M. (1983). Em busca de vida. São Paulo: Summus.

Savian Filho (2014). A empatia segundo Edith Stein: Pode-se empatizar a “vivência” de alguém que está dormindo? In J. Savian Filho (Org.), Empatia. Edmund Husserl e Edith Stein: Apresentações didáticas (pp. 29-52). São Paulo: Edições Loyola.

Stein, E. (1998). Il problema dell’empatia (2a ed.). Roma: Studium. (Originalmente publicado em 1917)

Stein, E. (1999). Psicologia e scienze dello spirito: Contributi per una fondazione filosofica. (2a ed.). Roma: Città Nuova. (Originalmente publicado em 1922)

Stein, E. (2013). La struttura della persona umana: Corso di antropologia filosófica. Roma: Città Nuova.

Downloads

Publicado

19.06.2021

Como Citar

Fadda, G. M., & Cury, V. E. (2021). O Fenômeno da Intersubjetividade na Relação Psicoterapêutica. Revista Subjetividades, 21(Esp1), Publicado online: 19/06/2021. https://doi.org/10.5020/23590777.rs.v21iEsp1.e9445

Edição

Seção

Dossiê: Psicologia & Fenomenologia