Comércio de serviços na organização mundial do comércio e desenvolvimento sustentável. Doi: 10.5020/2317-2150.2007.v12n1p128

Umberto Celli Junior

Resumo


O artigo em questão expõe a visão do autor sobre comércio de serviços na OMC (GATS), envolvendo água, esgoto, tratamento e eliminação de águas residuais como valor econômico, e a relação destes com o desenvolvimento sustentável. Aborda-se também sobre disciplinamento de normas técnicas e licenças ao comércio de bens e serviços ambientais, seja de iniciativa pública ou privada. Conclui-se que a água não pode ser considerada apenas como um bem econômico, por tratar-se de commodity pertencente ao Estado e que se faz necessária a regulação de serviços ambientais.

Palavras-chave


Comércio de serviços. OMC. Comércio e desenvolvimento sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.128-133

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia