Introdução à teoria dos sistemas sociais de Luhmann a partir da ruptura epistemológica de Bachelard. Doi: 10.5020/2317-2150.2010.v15n1p258

Rafael Luiz Ferronatto, Vinícius Borges Fortes

Resumo


Este paper tem como objetivo desenvolver a introdução à teoria dos sistemas sociais de Niklas Luhmann a partir de uma ruptura epistemológica conforme a teoria de Gaston Bachelard. Apresenta a lógica de ruptura epistemológica e sua relevância para uma nova compreensão do direito enquanto ciência. Como nova compreensão da ciência jurídica, surge a teoria dos sistemas sociais, que tem como especificidade a autopoiese inserida no contexto dos sistemas sociais. O estudo tem como métodos de pesquisa o histórico e o comparativo, pelos quais apresenta desenvolvimento histórico das teorias abordadas, bem como demonstra contribuições da teoria de Bachelard para a compreensão da teoria Luhmaniana. Para tanto, o texto foi organizado de modo a estabelecer, em um primeiro momento, as relações entre epistemologia e o saber jurídico. A seguir, discorre sobre a teoria da ruptura epistemológica de Gaston Bachelard, introduzindo, por fim, a teoria dos sistemas sociais de Niklas Luhmann.

Palavras-chave


Teoria dos sistemas sociais. Autopoiese. Niklas Luhmann. Ruptura epistemológica. Filosofia do não. Gaston Bachelard.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23172150.2012.258-277

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia