A solidariedade como elemento constitutivo da res publica. Doi: 10.5020/2317-2150.2011.v16n1p151

Jose Luis Bolzan de Morais, Guilherme Camargo Massaú

Resumo


O texto objetiva estabelecer a solidariedade como mecanismo de acesso à república, não apenas como um elemento político, mas como elemento estrutural da realização em coletividade dos aspectos individuais e sociais próprios do ser humano. A abertura está na possibilidade de deixar de ser um coadjuvante eleitor temporalmente requisitado para se constituir em ator cotidianamente participativo na construção do mundo próprio e comum, diretamente relacionada à solidariedade internacional.

Palavras-chave


Coabitação. Homem. Internacional. Sociedade. Solidariedade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.151-177

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia