O projeto genoma humano e a realidade de países em desenvolvimento: uma crítica ao modelo atual. Doi: 10.5020/2317-2150.2011.v16n1p204

Márcia Correia Chagas, Denise Almeida de Andrade

Resumo


Diante dos avanços biotecnológicos, dentre os quais destaca-se a proposta do Projeto Genoma Humano tem-se a possibilidade de maximizar a expectativa de vida humana, ao tempo em que se potencializa a qualidade da existência do homem. Contudo, os resultados obtidos com pesquisas não são paritariamente usufruídos pela população mundial, havendo uma prevalência dos interesses sócio-econômicos em detrimento das necessidades humanas. É relevante analisar, então, a condição das populações vulneráveis dos países em desenvolvimento, com o objetivo de demonstrar que o modelo atual é desequilibrado e excludente.

Palavras-chave


Projeto genoma humano. Bioética. Países em desenvolvimento. Emancipação. Exclusão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.204-223

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia